Daniel Zen

Aspectos jurídicos polêmicos sobre o inquérito das fake news

As medidas de busca e apreensão adotadas no âmbito do conhecido "inquérito das fake news", instaurado e em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF), levou a uma série de questionamentos jurídicos. Tal inquérito poderia ter sido aberto pelo próprio STF? A Corte teria essa prerrogativa?

Breves conclusões sobre a reunião ministerial de 22/04/2020

A despeito dos xingamentos, palavras de baixo calão, quebra de decoro e comprovação sobre se o presidente da República interferiu politicamente ou não na Polícia Federal, para proteger seus filhos, familiares e amigos, há um outro aspecto que chama a atenção no vídeo e respectiva degravação de áudio da fatídica reunião ministerial de 22/04/2020. As […]

Razoabilidade e bom senso no combate à pandemia

O pedido de demissão do ex-ministro Nelson Teich (Saúde), com menos de um mês no exercício do cargo, colocou ainda mais lenha na fogueira de duas das mais significativas polêmicas criadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), desde que a pandemia de Covid-19 aportou no Brasil.

Governo PROJAC

Pedindo licença aos professores Maringoni e Araújo e a partir da classificação por eles proposta, posso afirmar que, assim como na melhor referência em teledramaturgia brasileira, fosse o governo um PROJAC, a gente poderia dividi-lo em núcleos da seguinte forma.

A saída de Moro e a debácle de Bolsonaro

O que mais chama a atenção, porém, tanto na entrevista coletiva de demissão de Sérgio Moro, quanto na “réplica” de Bolsonaro é que ambos fizeram acusações graves, um ao outro, sobre fatos que são muito óbvios, mas que ganham ainda mais credibilidade ao saírem da boca de quem saíram.

Mourão, Moro, Mandetta e Guedes

Quando os quatro jogadores mais importantes de uma equipe - que já não está muito bem das pernas - começam a dar sinais públicos de que estão se rebelando é porque a coisa não está muito boa para o capitão do time.

Polêmicas pandêmicas, parte 4: renda mínima cidadã

Proposta, no Brasil, pelo ex-senador e hoje vereador da cidade de São Paulo, Eduardo Suplicy (PT-SP), a denominada renda básica de cidadania (ou renda básica universal) seria alternativa essencial e eficiente para o combate à desigualdade e promoção da inclusão social de milhões de pessoas.