Daniel Zen

Liberais na economia, nazistas nos costumes

O episódio ocorrido na sexta-feira, 17/01, envolvendo o ex-secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, é um dos mais abjetos, dentre os ocorridos até agora, no governo Bolsonaro.

Passarinho que come pedra...

Após o assassinato do general Qassim Soleimani, segundo homem na hierarquia iraniana do poder, em questionável ação militar orquestrada pelos EUA, o Itamaraty açodou-se em emitir uma nota, de teor acintoso ao Irã, em que afirmava "apoio à luta contra o flagelo do terrorismo".

Desenvolvimentismo e Estado de Bem-Estar Social

Não é correto contrapor liberalismo com socialismo ou vice-versa. O socialismo se pretendia modo de produção (assim como é o capitalismo). Liberalismo é corrente de pensamento econômico, que inspira adoção de políticas públicas no campo da Economia.

Então é natal e o que você fez???

Fato é que, se você é cristão e se sente ofendido em ver Jesus Cristo retratado como gay, então devo dizer que você é homofóbico. Mesmo sem saber, achando ou afirmando que não é, você é. E homofobia, além de crime, não é compatível com os ensinamentos de Cristo.

Variedades da semana

Na semana pós Black Friday - em que chamaram a atenção a nomeação do novo presidente da Fundação Palmares e sua complicada relação de negação para com o movimento negro; e acusações levianas de Bolsonaro, para quem o ator Leonardo DiCaprio seria responsável pelo financiamento de queimadas na Amazônia - nem bem havia acabado a segunda-feira e parecia que já era noite de sábado.

Charlatanismo científico a serviço do mau-caratismo político

Nessa semana, o Acre recebeu, no plenário de sua Assembleia Legislativa, o professor da UFAL, Luiz Carlos Baldicero Molion. Sem nenhum fundamento científico, ele contesta as teses científicas preponderantes segundo as quais a floresta amazônica e seu bioma teriam função de regulação climática.

Embustes e engodos da chamada nova política

A solidez de uma liderança política se funda na luta social, nas experiências de gestão, na lida do parlamento, dentre outras vivências, coisas que nenhum curso pode substituir, apesar de muitos políticos atuais pensarem que sim

Estado Social de Direito e Políticas Públicas de Inclusão

O Estado existe para prover direitos aos que menos sabem, menos podem e menos têm, para compensar e reduzir desigualdades sociais do modo de produção capitalista, que pressupõe acumulação, por parte de poucos, em detrimento da espoliação de muitos.