Ana Claudino

BBB, mas ele não é alienação? Ihhhh

Todo ano sempre surge aquela típica problematização sobre o Big Brother Brasil ser coisa de gente alienada, perda de tempo e etc. Essa condenação em cima do entretenimento, me assusta muito porque parte dela vem de um elitismo branco- hetero- masculino- colonial.

Sou uma lésbica negra e sou sua irmã

Audre Lorde já falava que não existe uma hierarquia de opressões, no movimento negro ela era lésbica e no movimento LGBTQIAP+ ela era negra. Pessoas negras LGBTQIAP+ são constantemente atravessadas por múltiplas opressões articuladas. O racismo mata e nos adoece diariamente de diversas formas.

Preto é tudo igual?

Não, pessoas negras não são todas iguais. Parece óbvio dizer isso mas infelizmente a realidade é outra.

Lésbicas na história

29 de Agosto é o Dia da Visibilidade Lésbica, data com múltiplos significados. Hoje Ana Claudino conversa com a Larissa Andrade, criadora do perfil Lésbicas na História, para saber um pouco sobre a história Lésbica Brasileira.

Quem tem medo de sapatão?

Por mais lésbicas ocupando todos os espaços, inclusive os espaços de tomada de decisões de poder como os parlamentos políticos.