Você sendo usuário de maconha ou não, já deve ter percebido como cada vez mais pessoas estão cultivando a própria erva para consumir. Afinal, isso já está presente no dia a dia das pessoas com lojas de produtos para cultivo, as famosas growshops dividindo espaço com outros comércios. 

E pode ter certeza: não era assim. O usuário brasileiro sempre foi conhecido por consumir o famoso prensado, uma maconha de qualidade bem ruim, mas que até hoje é realidade de muitos, inclusive pacientes, por conta da proibição da erva. 

Acontece que as coisas estão mudando. Atualmente, muitos brasileiros já procuram consumir o “Colombinha”, que é uma maconha um pouco melhor que o prensado, encontrada nas “biqueiras” das grandes cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro. Mas muitos outros já estão optando pelo cultivo indoor de Cannabis

Mas o que será que aconteceu para que tantas pessoas passassem a cultivar mesmo sem o cultivo estar legalizado ou liberado? Eu que já cutivo há mais de 30 anos posso dar algumas dicas do que está acontecendo.

O segredo se tornou um segredo de fato

As pessoas foram percebendo que para não serem presas por cultivar é só não falar para ninguém que cultivam. Assim, como não se sai falando por aí que fuma maconha porque também pode ser encarado como algo “ilegal”. A lógica é a mesma.

Um cultivo feito dentro de casa tomando todos os cuidados com os equipamentos disponíveis hoje no mercado pode passar despercebido para sempre se for para cultivo próprio. Certamente existem muitas pessoas cultivando que você nem imagina que fazem isso. 

E mesmo quando a “casa cai”, se tornou cada vez mais comum growers serem enquadrados como usuários justamente por não traficarem, mas sim estarem plantando  para consumo próprio. 

Acesso à informação e “outras maconhas”

Além disso, certamente o acesso à informações sobre cultivo têm colaborado para que cada vez mais pessoas comecem a plantar. Hoje em dia é fácil aprender como plantar maconha em casa com a ajuda de textos como esse, vídeos, e-books ou até mesmo cursos. Isso tem facilitado e muito a vida de quem toma essa decisão e já tem espaços onde encontrar muitas dicas. 

Outro fator que acredito ser determinante é a legalização da maconha em diversos lugares do mundo. Isso tem possibilitado aos usuários brasileiros conhecerem, através das redes sociais ou até mesmo viagens ou seguindo celebridades, que existe um universo muito mais saboroso da planta, que é justamente a maconha natural. 

Saber que existem milhares de genéticas de Cannabis que podem ser cultivadas gerando diferentes sabores, aromas e efeitos, é algo que também motiva quem gosta da planta e acaba cansando de fumar prensado. 

Poderia citar aqui outros fatores como a questão envolvendo a possibilidade de trabalhar com Cannabis legalmente ou até mesmo a busca de pacientes para uso medicinal através do cultivo, mas isso tudo pode ser assunto para uma próxima coluna.

A certeza que tenho é que cada vez mais pessoas estão cultivando e cada vez mais pessoas vão cultivar, mesmo que as leis não mudem logo no país. Cultivar se tornou um ato de desobediência civil assim como fumar. 

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

NINJA Esporte Clube

Brazilian Storm: Brasileiros chegam às finais da WSL, têm título inédito consagrado e estão entre os melhores do mundo

Movimento dos Pequenos Agricultores

O povo quer feijão e não fuzil: o Rio de Janeiro também produz feijão agroecológico

NINJA Esporte Clube

Corinthians supera Palmeiras e sai com vantagem pelo título do Brasileirão Feminino

Fred Maia

Correio deselegante de um flerte golpista

Renata Frade

Brasileiras combatem preconceito e racismo no sistema de saúde dos Estados Unidos 

Márcio Santilli

A peça que falta

Renata Lima

Aumento da pornografia infantil nas redes sociais e jogos online durante a pandemia

Juca Ferreira

O golpe virou tiro no pé

Márcio Santilli

Terras Indígenas: dá para resolver

Ana Claudino

Visibilidade lésbica é um direito humano!

Jorgetânia Ferreira

Assistam Valentina: a força do interior de Minas trans

William Filho

Por que tantas pessoas estão cultivando maconha?

Juca Ferreira

O tigrão golpista virou um gatinho democrático?

Luana Alves

Vacinação, segunda dose e defesa da vida nas periferias!