Capa Istoe

É facilmente perceptível que essas ações espetaculares da Lava-Jato têm, de novo, objetivos políticos e é a mesma maneira de proceder de quando se concentraram no PT para demonizá-lo e criar uma rejeição de proporções na sociedade para montar um processo de aniquilamento do PT e tirar Lula da disputa.

Agora, que a operação Lava-Jato, os procuradores e o próprio Moro estão na berlinda e sem credibilidade ( conluio antipatriótico com a CIA, evidências que falsificaram e forjaram provas e acusações contra o ex-presidente e contra o PT e fortes indícios de corrupção), estão tentando recuperar o “prestígio” e a iniciativa política e para isso voltam a trabalhar para mobilizar a base udenista da nossa sociedade e, já com outra “linha política”, abrem de novo investigações espetaculares e cinematográficas, agora sobre o PSDB. Querem de novo “organizar” o cenário político usando as mesmas artimanhas que usaram no passado.

Tudo isso que eles estão dando publicidade, eles já sabiam, faz tempo. Algumas por mais de dez anos. Estão dando visibilidade agora primeiro porque os tucanos já não são uma força política considerável (Dória não é tucano, é um hospedeiro parasita do PSDB) e não vão mais investir em proteger o tucanato e tratá-los como alternativa política e em segundo lugar porque precisam contrarestar a imagem de que Moro e a lava-Jato são parciais e antipetistas.

Precisam disso para continuarem existindo.

Moro vai precisar salvar a imagem da lavajato e a sua própria para ser candidato com alguma viabilidade.

A CIA precisa embaralhar de novo a percepção política da sociedade brasileira. Precisam que voltemos a um cenário monotemático, como se a corrupção fosse o único ou o principal problema do país e porque querem restabelecer a judicialização da política como paradigma.

Essa malandragem política não pode vingar de novo. Processos jurídicos não podem ser politizados dessa maneira que a lava-jato costuma fazer para destruir qualquer possibilidade de existência da política como meio de discutir e resolver os graves problemas do país: pandemia fora de controle com dezenas de milhares de mortos pela covid-19, crise econômica gravíssima, crise política de um governo incapaz e muitos outros problemas da sociedade brasileira.

Errar é humano. Repetir esse erro seria burrice dos brasileiros e brasileiras.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Colunista NINJA

Abolição inconclusa

Juca Ferreira

As ruas vida e morte

Márcio Santilli

A disputa pelo “Centro” e a chance da “terceira via”

Boaventura de Sousa Santos

Colômbia em chamas: o fim do neoliberalismo será violento

Jorgetânia Ferreira

Mães: vacina, respeito, verdade e misericórdia

Moara Saboia

Racistas e machistas não passarão!

Ana Claudino

Lésbicas também são mães

Márcio Santilli

Carta aberta ao Almir Suruí

Jéferson Assumção

Escrita criativa para combater estereótipos

Jandira Feghali

De onde vêm aquelas pessoas?

Colunista NINJA

O nosso tempo é o tempo maré

Biamichelle

Gestão da diversidade feito por diversidades

Daniele Apone

Por que é importante entendermos o que é ESG e IDHP?

Renata Frade

Design e Tecnologia. Estudos de casos de "role models" femininos brasileiros

Carol Façanha

Mais que um símbolo