Gritam freneticamente em manifestações, choram e se aglomeram
Arriscam as suas vidas e a vida dos outros
Falta-lhes compaixão
A liberdade para elas é falsa, pois estão presas à ignorância
Não percebem que são alvos delas próprias
Que suas famílias estão ameaçadas
Estão ficando surdas e cegas ao mundo real
Seus sentidos parecem monitorados
Seguem o comando, não importa para onde
Vestem-se a caráter, agridem a caráter, podem matar a caráter
As palavras “o outro, respeito, amor, respeito, fome, solidariedade ”parecem não fazer sentido. “Prevenção, protocolos, máscara, distanciamento social, vacina”, também não são significativas em suas vidas. Transmitir o virus, colapsar o sistema de saúde, sobrecarregar os já esgotados profissionais também parece não preocupar os que marcham empurrados pela insensatez.
Autorizam seu líder, dão carta branca, mesmo sem saber exatamente para que, mas pedem menos democracia. Ah, Isto sabem, pois nos cartazes padronizados pelo Brasil, escrevem Intervenção militar Já!
As cenas não são novas
Os métodos também não.
As tecnologias, porém, são mais ágeis, poderosas e mutantes
Mas a história não se repete, simplesmente.
Evitar a tragédia é uma necessidade
O conhecimento é maior que a ignorância e a maioria de nós tem o valor da solidariedade acima do individualismo.
Não somos cegos, nem surdos aos problemas dos outros.
Ouvimos os gritos de socorro e vemos as pessoas com fome
Não ignoramos a ciência.
A luta unitária e ampla nos guia.
A liberdade que queremos é real. Queremos democracia, acima de tudo. Respeitamos a Constituição brasileira. Nenhum presidente está acima da lei e da carta magna e por isso seus crimes serão apurados e punidos.
Defendemos a vida, queremos vacina para todos.
O verde e amarelo é a cor da bandeira do nosso pais e portanto de todas e todos os brasileiros, e não de uma minoria de reacionários inconsequentes e irresponsáveis.
Nós sabemos de onde viemos e para onde temos de ir.
Então vamos, com esperança e luta!

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Colunista NINJA

Memória, verdade e justiça

FODA

Qual a relação entre a expressão de gênero e a violência no Carnaval?

Márcio Santilli

Guerras e polarização política bloqueiam avanços na conferência do clima

Colunista NINJA

Vitória de Milei: é preciso compor uma nova canção

Márcio Santilli

Ponto de não retorno

Andréia de Jesus

PEC das drogas aprofunda racismo e violência contra juventude negra

Márcio Santilli

Através do Equador

XEPA

Cozinhar ou não cozinhar: eis a questão?!

Mônica Francisco

O Caso Marielle Franco caminha para revelar à sociedade a face do Estado Miliciano

Colunista NINJA

A ‘água boa’ da qual Mato Grosso e Brasil dependem

Márcio Santilli

Agência nacional de resolução fundiária

Márcio Santilli

Mineradora estrangeira força a barra com o povo indígena Mura

Jade Beatriz

Combater o Cyberbullyng: esforços coletivos

Casa NINJA Amazônia

O Fogo e a Raiz: Mulheres indígenas na linha de frente do resgate das culturas ancestrais

Rede Justiça Criminal

O impacto da nova Lei das saidinhas na vida das mulheres, famílias e comunidades