Arte: Angelo Arede / Design Ativista

Pois é, não era gravação do Rambo 6 aqui no Brasil, era uma tentativa de abordagem do exército, em mais uma favela do Rio de Janeiro.

OITENTA tiros, mano! Esse despreparo todo do Estado brasileiro virou piada de mau gosto, enquanto corpos negros lotam as valas.

Pedir paz é o caralho! Xs nossxs viram estatística, enquanto branco faz palanque em época de eleição falando da violência, das desigualdades sociais e do que precisa ser feito para quebrada.

Mais de 60 mil mortes! Esse é o registro do último mapa nacional da violência. Entre os mortos, a grande maioria é de jovens de 15 a 29 anos de idade, negrxs, oriundos das periferias.

Mas não era isso que vocês queriam? Um show de horror de povo preto e pobre se lascando, mina sendo arrastada pelas ruas da cidade dentro de camburão, indígena sendo queimado no Plano Piloto e paredão aleatório de fuzilamento à luz do dia por suspeita de… porra nenhuma? Eu fico me perguntando: Se o exército, com o treinamento que tem, precisa dar 80 tiros pra parar um carro, qual vai ser o tamanho da cagada quando a população estiver armada?

O caos está instaurado. Mas sejamos nós o esparadrapo da desordem! Introduzamos uma dose extra de anarquia na vida das pessoas e que caia a Babilônia.

Obrigado aos 57.797.847 eleitores do Bolsonaro, “PT não dá mais, né”?

“Somos contra a corrupção”, e tome laranja fazendo merda com dinheiro público. “Tudo pela família”, e dale bala na família de trabalhador…

Vocês gostam mesmo é de ver o país nos moldes da Santa Inquisição. Mas se a gente não estiver em paz, ninguém mais estará, viu? Eu ouvi um amém, igreja?

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

FODA

Qual a relação entre a expressão de gênero e a violência no Carnaval?

Márcio Santilli

Guerras e polarização política bloqueiam avanços na conferência do clima

Colunista NINJA

Vitória de Milei: é preciso compor uma nova canção

Márcio Santilli

Ponto de não retorno

Márcio Santilli

‘Caminho do meio’ para a demarcação de Terras Indígenas

Jade Beatriz

CONAE: Um Marco na Revogação do Novo Ensino Médio

Ediane Maria

O racismo também te dá gatilho?

Bancada Feminista do PSOL

Transição energética justa ou colapso socioambiental: o momento de decidir qual rumo seguir é agora

XEPA

Escutar os saberes ancestrais para evitar a queda do céu, o sumiço do chão e o veneno no prato

Instituto Fome Zero

MST: 40 anos de conquistas e de ideias que alimentam a esperança de um mundo sem Fome

William Filho

Legalização da maconha na Alemanha: o início de uma nova onda?

André Menezes

Os sons dos vinis: um papo com Dj Nyack, diretamente da Discopédia

André Menezes

Eu preciso falar sobre o desfile da Portela

William Filho

Minha dica ao novo secretário de Justiça

André Menezes

Tá no sangue: um papo sobre samba com os irmãos Magnu Sousá e Maurílio de Oliveira