Colunista NINJA

LGBTI+ de direita: precisamos de representatividade acrítica?

Diante do cenário político que tem ampliado, sistematicamente, as violências contra população LGBTI+, mulheres, pessoas negras e indígenas no Brasil, fica cada vez mais evidente por que não podemos falar de representatividade de maneira acrítica.

O futuro das periferias no pós-pandemia

Como nossa tecnologia é agregadora, nos juntamos a outras organizações negras de impacto social em uma coalizão e criamos a ÉDITODOS, com o objetivo de fomentar o empreendedorismo negro e periférico pela ótica de quem vive isso de verdade.

Boneca de jeito nenhum!

Pesquisa aponta que 47% dos homens não deixam seus filhos brincarem de boneca de jeito nenhum