“Quando a gente pensa na desigualdade de gênero e na desigualdade racial tem muita coisa que dá pra fazer a nível municipal. Com vereadoras e vereadores que olhem para esse tema, não com esse monte de homem branco mais velho que está aí.”

Barbara Panseri é Secretária de Projetos do Ecotrabalhismo e da Ação da Mulher Trabalhista, graduada em relações internacionais pela USP e Mestra em administração pública pela FGV. Fez intercâmbio para a `Fondation Nationale de Sciences Politique em Paris. Se especializou em Design para Sustentabilidade pelo Gaia Education e em Advocacy e Políticas Públicas pela Fundação Getúlio Vargas. Compõe o Coletivo “Faz Diferença” e é candidata a vereadora na capital paulista.

Barbara teve grandes responsabilidades desde muito cedo, aos 16 diante do pai alcoólatra e da mãe diagnosticada com transtorno bipolar, teve que cuidar da casa, mas com muita dedicação e esforço conseguiu ingressar em uma universidade pública. Isso foi o primeiro passo de uma longa e brilhante carreira acadêmica que se desenvolveu em seguida. No início de 2020, esteve no evento “A economia de Francisco” que contou com a presença do Papa em Assis na Itália. Ao lado de vários jovens de todo o mundo para pensar uma economia que não visualize apenas o lucro, mas também a vida. Por isso acredita na importância de pautar mais mulheres na política, a defesa de um desenvolvimento sustentável e uma cidade inclusiva que garanta emprego, moradia e renda para todos.

“Eu acredito que nós, do campo progressista, a gente deixou de lado, durante muito tempo, o tema da eficiência no setor pública e a gente pode e deve discutir eficiência  com compromisso, com responsabilidade e com seriedade.”

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Barbara Panseri 12123 (@barbarapanseri) em

Tendo como bandeira principal a saúde mental, Panseri propõe o fortalecimento do SUS, a garantia de uma política de prevenção e tratamento ao abuso de álcool e, norteia seu mandato a serviço do povo. O fazer político é infinito, mas com seriedade, desenvolvendo políticas públicas que se relacionem com os mais diversos setores da sociedade, do centro até a periferia, olhando olho no olho das pessoas, é possível avançar de maneira significativa na garantia de uma vida digna. Totalmente aberta ao aprofundamento do debate e da ampliação das suas pautas, Barbara quer mais do que uma cadeira, mas a possibilidade de ação na cidade. E sabe que é preciso fazer com que essa riqueza chegue, através de uma atuação contundente na Câmara de Vereadores, para o povo pobre e trabalhador.

Acesse Campanha de Mulher e conheça candidatas incríveis em todo o Brasil.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Marielle Ramires

O Brasil com S é maior que Bolsonaro

William Filho

Maconha no Brasil: o que esperar de 2021?

Djeff Amadeus

Cabe desobediência civil para impedir o Enem no Domingo

Camarada Gringo

Com a invasão do Capitólio, o imperialismo chega em casa

Gabriel RG

Assange está mais longe da extradição, mas o jornalismo segue perto do fim

Tatiana Barros

Artista faz streaming na Twitch TV para ensinar tudo que aprendeu gratuitamente usando várias tecnologias, principalmente a impressora 3D

Márcio Santilli

A ciência e o capital contra a pandemia

Dríade Aguiar

Uma sentença, uma celebração e uma promessa

Márcio Santilli

A resistência dura e vitoriosa dos Ashaninka do Rio Amônia

Cleidiana Ramos

Precisamos desarmar nossas bombas de ódio

Bernardo Gonzales

Fotos 3x4, transexualidade e as violências cisheteronormativas

Jorgetânia Ferreira

Manifesto das mães contra a volta às aulas presenciais em Uberlândia

Bancada Feminista do PSOL

Por que o MBL tem medo dos mandatos coletivos?