.

Estive no lançamento da biografia no cardeal-arcebispo de São Paulo Dom Paulo Evaristo Arns, falecido a um ano, foi um privilégio ter tomado lugar na mesa que discursou sobre a contribuição de Dom Paulo na luta pelos direitos humanos no Brasil.

Dom Paulo Evaristo Arns foi cardeal-arcebispo de São Paulo durante o período da ditadura militar e foi um dos maiores defensores dos direitos humanos, um dos maiores opositores da ditadura, e umas das maiores expressões nacionais de repúdio a tudo o que estava acontecendo no país, e que, agora, com uma nova roupagem, volta a acontecer no Brasil.

Rever a pessoa de Dom Paulo, por meio de sua biografia, é essencial, porque hoje precisamos da inspiração que ele significa para enfrentarmos a nova versão da mesma ditadura.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Camarada Gringo

O que o Brasil pode esperar de Joe Biden como presidente?

Colunista NINJA

Um ano depois da explosão social no Chile: o caminho para uma nova constituição política

transpoetas

Afinal de que serve um corpo doente, e uma mente exausta? Dane-se, eu quero mesmo é saber com quais armas eles nos matam

afrolatinas

E Eu Com Isso? Acessibilidade Comunicacional

Boaventura de Sousa Santos

A Europa, os EUA e a China

William Filho

Por que a esquerda não abraça a pauta da maconha?

vereadoresquequeremos

#Conheça: Verônica Lima – Sempre na luta por uma sociedade mais justa – Niterói (RJ)

vereadoresquequeremos

#Conheça: Walkiria Nictheroy – Por uma cidade que sorri para Todos – Niterói (RJ)

vereadoresquequeremos

#Conheça: Somos Plural - política com amor, diálogo, afeto e tolerância - Belo Horizonte (MG)

Márcio Santilli

Bolsonaro e as ‘ONGs’

Bancada Feminista do PSOL

Quem é Ricardo Nunes, o vice de Bruno Covas?

História Oral

A velha censura de cara nova

Juca Ferreira

Homenagem aos que lutam em toda a América Latina

afrolatinas

Slam Conexões Femininas: uma homenagem à Dina Di, a eterna rainha do rap

Márcio Santilli

Defesa nacional e mudanças climáticas