Foto: Reprodução Trivela

Nas Olimpíadas de Tóquio, Brasil terá 301 atletas, um recorde para competições “fora de casa”. O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) anunciou em coletiva na última terça-feira (13) a definição da delegação.

A maior equipe brasileira em jogos fora do país havia competido em Pequim 2008, com 277 atletas. Na Rio 2016, foram 465 representantes, o número foi grande justamente por conta de a competição ser no país, onde algumas modalidades garantem classificação automática.

Dos 301, Uma atleta segue aguardando a liberação para Tóquio 2020. Trata-se de Fernanda Borges, do lançamento de disco. Ela está suspensa provisoriamente por doping e passará por julgamento na próxima semana.

Em Tóquio, o Brasil contará com 161 homens e 140 mulheres.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Mariane Santana

A volta do ABBA e o futuro (presente) dos shows

Agatha Íris

Quem defende as crianças que são vítimas de abuso e estupro de vulnerável?

NINJA Esporte Clube

Pretos na Biblioteca: projeto idealizado por Gabizona do vôlei busca combater o racismo através da educação

NINJA Esporte Clube

A’ja Wilson: uma voz potente e necessária

NINJA Esporte Clube

Ginasta Luis Porto foca na preparação para próximas competições, após corte inesperado do Mundial 2021

Flávio Renegado

Vinte e Três Minutos… 

Márcio Santilli

Direita rachada

Talles Lopes

Morro do Fogo: fé e luta quilombola

Bancada Feminista do PSOL

Sampaprev 2: um ataque a quem esteve na linha de frente contra a Covid

Lais Gomes

Me deixa reclamar!

Andréia de Jesus

Indígenas latinos são transformados sistematicamente em imigrantes por mais de 500 anos!

Laryssa Sampaio

O Peso do Pássaro Morto: perdas, reencontros, encontros e fim

Andréia de Jesus

Zema expressa todo seu preconceito social

Laryssa Sampaio

Pelo direito de pensar e decidir se queremos ou não ser mães

Márcio Santilli

Nem autogolpe e nem impeachment