Por Mayara Silva

O Brasil vem vivendo nos últimos anos o seu melhor momento na marcha atlética mundial. Embora a modalidade venha se firmando ano após ano no Brasil, ainda é vista com certo preconceito pelos brasileiros e infelizmente a Marcha Atlética ainda é pouco reconhecida no país.

E em Tóquio, nos 20km de marcha atlética, o Brasil terá 4 representantes, dois deles com grandes chances de subir ao pódio: Erica Sena, 36 anos, pernambucana, recordista sul-americana, treinada pelo marido e também atleta de marcha, o equatoriano Andrés Xoxo. Érica por anos tem estado entre as melhores do mundo na Marcha Atlética. E mesmo com todas as dificuldades que ela enfrentou em se manter treinando durante a pandemia da Covid-19, ela segue firme na luta para subir ao pódio em Tóquio.

Foto: Wagner Carmo

 

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Caio Bonfim, 30 anos, é natural de Sobradinho, no Distrito Federal, também recordista Sul-Americano, treinado pelos pais, tendo a mãe como uma ex-multicampeã brasileira também de Marcha Atlética. Caio foi o 4º colocado nas Olímpiadas do Rio 2016 e 3º colocado no mundial de atletismo em Londres em 2017. Caio já enfrentou muitas dificuldades financeiras para se manter no topo da etlite mundial da Marcha, mas nunca lhe faltou fé e compromisso com os seus objetivos. Hoje ele está preparado ainda mais para fazer história em Tóquio.

Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Essa modalidade é uma das favoritas a ganhar medalha para o atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio, por isso contamos com todo apoio e torcida de vocês.

Os outros representantes brasileiros em Tóquio na marcha atlética são: Matheus Correa e Lucas Mazzo.

O atletismo começou dia 30 de julho e termina dia 08 de agosto com a maratona masculina encerrando as olímpiadas. A marcha atlética terá início na madrugada desta quinta-feira (5), às 4h (Brasília).

Foto: Saulo Cruz/Exemplus/COB

Texto elaborado em cobertura colaborativa da NINJA Esporte Clube

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Colunista NINJA

Memória, verdade e justiça

FODA

Qual a relação entre a expressão de gênero e a violência no Carnaval?

Márcio Santilli

Guerras e polarização política bloqueiam avanços na conferência do clima

Colunista NINJA

Vitória de Milei: é preciso compor uma nova canção

Márcio Santilli

Ponto de não retorno

Márcio Santilli

Através do Equador

XEPA

Cozinhar ou não cozinhar: eis a questão?!

Mônica Francisco

O Caso Marielle Franco caminha para revelar à sociedade a face do Estado Miliciano

Colunista NINJA

A ‘água boa’ da qual Mato Grosso e Brasil dependem

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida

Na defesa da vida e no combate ao veneno, a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos completa 13 anos

Bella Gonçalves

As periferias no centro do orçamento das cidades

Márcio Santilli

Desintegração latino-americana

Márcio Santilli

É hora de ajustar as políticas indígenas

André Menezes

Mais uma vez Vinicius Jr ficou esperando o cartão vermelho para atitudes racistas de torcedores, e ele não veio

Movimento Sem Terra

O Caso Marielle e a contaminação das instituições do RJ