Nosso camisa 4 da Seleção Masculina de Golbol é três vezes medalhista paralímpico e bicampeão mundial. Sua última medalha veio de Tóquio na disputa contra a China

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Por Anna Nunes Reis

Leomon Moreno da Silva é um astro do esporte Golbol nascido em Riacho Fundo, Distrito Federal. O atleta de 28 anos tem retinose pigmentar, uma patologia hereditária que causa a perda da visão gradativamente. Ele conheceu o golbol com sete anos idade, através de seus irmãos, que também são cegos devido à mesma doença. Mas, só aos 14 anos que, efetivamente, passou a praticar a modalidade depois de passar pelo judô, a natação, o futebol de cinco e o atletismo, tendo títulos com estes dois últimos em campeonatos de sua cidade natal.

Durante sua adolescência, integrou a seleção feminina para adquirir experiência e resistência. No ano de 2012, com mais força e preparação, foi para a equipe nacional masculina ganhando mais títulos ao lado de seu irmão Leandro se desenvolvendo e conquistando jogos internacionais.

Nas Paralimpíadas de Londres de 2012, conquistou a medalha de prata e no Rio de Janeiro em 2016, ficou com o bronze após marcar um gol na prorrogação contra o time sueco. Em sua bagagem, também tem um título mundial no campeonato da Federação Internacional dos Desportos para Cegos (IBSA) do ano 2014 na Finlândia, outro título mundial no Campeonato Mundial de Goalball da Suécia, em 2018 (quando foi considerado o melhor jogador do mundo de sua modalidade) e uma medalha de ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto, em 2015.

Com todo o sucesso em 2015, a equipe do Sporting de Portugal, time que revelou o jogador de futebol Cristiano Ronaldo, fez a ele uma proposta por mensagem em uma rede social. Nesse clube, ele estreou como o primeiro brasileiro a se consolidar no golbol do exterior. Atualmente, Leomon integra o Clube de Regatas do Santos, mas tem liberdade para jogar na Europa pelo Sporting.

Agora em 2021, Leomon conquistou em Tóquio mais uma medalha, dessa vez, a de ouro, sendo destaque com atuações excelentes, marcando muito nos jogos, com muita potência e incisão.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Leomon Moreno (@leomonmorenoficial)

 

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Colunista NINJA

Memória, verdade e justiça

FODA

Qual a relação entre a expressão de gênero e a violência no Carnaval?

Márcio Santilli

Guerras e polarização política bloqueiam avanços na conferência do clima

Colunista NINJA

Vitória de Milei: é preciso compor uma nova canção

Márcio Santilli

Ponto de não retorno

Andréia de Jesus

PEC das drogas aprofunda racismo e violência contra juventude negra

Márcio Santilli

Através do Equador

XEPA

Cozinhar ou não cozinhar: eis a questão?!

Mônica Francisco

O Caso Marielle Franco caminha para revelar à sociedade a face do Estado Miliciano

Colunista NINJA

A ‘água boa’ da qual Mato Grosso e Brasil dependem

Márcio Santilli

Agência nacional de resolução fundiária

Márcio Santilli

Mineradora estrangeira força a barra com o povo indígena Mura

Jade Beatriz

Combater o Cyberbullyng: esforços coletivos

Casa NINJA Amazônia

O Fogo e a Raiz: Mulheres indígenas na linha de frente do resgate das culturas ancestrais

Rede Justiça Criminal

O impacto da nova Lei das saidinhas na vida das mulheres, famílias e comunidades