Fotos: Staff Images Woman/CBF

Por Ketlen Gomes para a NINJA Esporte Clube

Primeiro jogo da final do Brasileirão 2021 foi eletrizante. Palmeiras e Corinthians deram jus ao clássico Dérbi, e fizeram uma partida pegada, com chances para ambos os lados. No entanto, quem levou a melhor foram as alvinegras, com o gol no segundo tempo de Gabi Portilho, eleita a craque da partida. Apesar do 1×0, não faltou emoção!

No primeiro tempo, Adriana teve gol anulado devido a posição de Portilho, que fez a primeira tentativa de bola na rede da jogada. No lado das palestrinas, Camilinha já começou o segundo tempo com um chutaço na direção do gol!

A partida também foi marcada por algumas faltas e atuação do VAR em um lance que fez as jogadoras alviverdes reclamarem bastante.

O jogo de volta será dia 26, na Neo Química Arena, e tem tudo para ser bem disputado. A equipe Corinthiana busca seu tricampeonato, enquanto as palestrinas tentam seu primeiro título do brasileirão. Haja coração para Dérbi!

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

FODA

Qual a relação entre a expressão de gênero e a violência no Carnaval?

Márcio Santilli

Guerras e polarização política bloqueiam avanços na conferência do clima

Colunista NINJA

Vitória de Milei: é preciso compor uma nova canção

Márcio Santilli

Ponto de não retorno

Márcio Santilli

‘Caminho do meio’ para a demarcação de Terras Indígenas

Jade Beatriz

CONAE: Um Marco na Revogação do Novo Ensino Médio

Ediane Maria

O racismo também te dá gatilho?

Bancada Feminista do PSOL

Transição energética justa ou colapso socioambiental: o momento de decidir qual rumo seguir é agora

XEPA

Escutar os saberes ancestrais para evitar a queda do céu, o sumiço do chão e o veneno no prato

Instituto Fome Zero

MST: 40 anos de conquistas e de ideias que alimentam a esperança de um mundo sem Fome

William Filho

Legalização da maconha na Alemanha: o início de uma nova onda?

André Menezes

Os sons dos vinis: um papo com Dj Nyack, diretamente da Discopédia

André Menezes

Eu preciso falar sobre o desfile da Portela

William Filho

Minha dica ao novo secretário de Justiça

André Menezes

Tá no sangue: um papo sobre samba com os irmãos Magnu Sousá e Maurílio de Oliveira