Fotos: Staff Images Woman/CBF

Por Ketlen Gomes para a NINJA Esporte Clube

Primeiro jogo da final do Brasileirão 2021 foi eletrizante. Palmeiras e Corinthians deram jus ao clássico Dérbi, e fizeram uma partida pegada, com chances para ambos os lados. No entanto, quem levou a melhor foram as alvinegras, com o gol no segundo tempo de Gabi Portilho, eleita a craque da partida. Apesar do 1×0, não faltou emoção!

No primeiro tempo, Adriana teve gol anulado devido a posição de Portilho, que fez a primeira tentativa de bola na rede da jogada. No lado das palestrinas, Camilinha já começou o segundo tempo com um chutaço na direção do gol!

A partida também foi marcada por algumas faltas e atuação do VAR em um lance que fez as jogadoras alviverdes reclamarem bastante.

O jogo de volta será dia 26, na Neo Química Arena, e tem tudo para ser bem disputado. A equipe Corinthiana busca seu tricampeonato, enquanto as palestrinas tentam seu primeiro título do brasileirão. Haja coração para Dérbi!

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

NINJA Esporte Clube

Brazilian Storm: Brasileiros chegam às finais da WSL, têm título inédito consagrado e estão entre os melhores do mundo

Movimento dos Pequenos Agricultores

O povo quer feijão e não fuzil: o Rio de Janeiro também produz feijão agroecológico

NINJA Esporte Clube

Corinthians supera Palmeiras e sai com vantagem pelo título do Brasileirão Feminino

Fred Maia

Correio deselegante de um flerte golpista

Renata Frade

Brasileiras combatem preconceito e racismo no sistema de saúde dos Estados Unidos 

Márcio Santilli

A peça que falta

Renata Lima

Aumento da pornografia infantil nas redes sociais e jogos online durante a pandemia

Juca Ferreira

O golpe virou tiro no pé

Márcio Santilli

Terras Indígenas: dá para resolver

Ana Claudino

Visibilidade lésbica é um direito humano!

Jorgetânia Ferreira

Assistam Valentina: a força do interior de Minas trans

William Filho

Por que tantas pessoas estão cultivando maconha?

Juca Ferreira

O tigrão golpista virou um gatinho democrático?

Luana Alves

Vacinação, segunda dose e defesa da vida nas periferias!