Foto: Gaspar Nobrega/COI

Por Victória Amaro

Ele fez história ao ser o primeiro brasileiro a conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos de Inverno. Catarinense, prestes a completar 18 anos no dia 28 de janeiro, Zion Bethonico, começou no snowboard muito cedo, durante férias da família. Desde então, não parou mais. Entrou para o seu primeiro time quando tinha apenas oito anos de idade.

Zion conquistou a medalha de bronze na Olimpíada de Inverno da Juventude, realizada em Ganwon, na Coreia do Sul. O brasileiro superou grandes favoritos da prova do snowboard cross para ir ao pódio. O que ninguém sabe é que ele conquistou a vaga para a competição muito em função do desempenho do seu irmão, Noah, durante o Mundial Júnior Cross de 2023. Zion terminou em 26°, enquanto Noah, em 25°. Entretanto, a distribuição de cotas levou em consideração o desempenho de todos os atletas do país na disputa.

A somatória de pontos de Noah e Zion na classificação final foi suficiente para assegurar um das 22 vagas disponíveis da modalidade.

Noah é a maior referência de Zion. Ao subir no pódio no último sábado (20), o jovem dedicou a medalha olímpica ao irmão.

Bethonico gosta de frequentar a academia e pratica muay thai e jiu-jitsu nas horas livres. Também curte jogos eletrônicos.

Mesmo sendo novo, o catarinense de 1,81m, já tem quase dez anos de prática com o snowboard, e a partir de agora foca para seguir competindo forte e tentar pegar uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos adultos.