O Diário Oficial da União trouxe hoje (22) a oficialização da nomeação do advogado José Rodrigo Sade como novo integrante do tribunal, assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Decisão pode cassar mandato de Moro

Foto: reprodução

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) deu um passo significativo em direção ao agendamento do julgamento da ação que pode resultar na cassação do mandato do ex-juiz Sergio Moro, por abuso de poder econômico durante a corrida eleitoral de 2022.

O Diário Oficial da União trouxe hoje a oficialização da nomeação do advogado José Rodrigo Sade como novo integrante do tribunal, assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Sade, que já atuou como advogado de Deltan Dallagnol, foi indicado por Lula no início do mês. Interlocutores do presidente do tribunal, Sigurd Bengtsson, confirmaram que apenas aguardavam a publicação oficial para marcar a data do julgamento.

Caso seja cassado, Moro terá o direito de recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No entanto, especialistas em direito eleitoral avaliam que são poucas as chances de o ex-juiz reverter a decisão de primeira instância.