O empoderamento feminino e a fusão de ritmos na cena musical 

Foto: @nataliadilorenzo

Por Noé Pires

Março é o mês das mulheres e no S.O.M, estamos dedicando este momento para celebrar e valorizar as artistas brasileiras. Em nossa curadoria especial, destacamos talentosas mulheres que têm contribuído de forma significativa para a cena artística do país.

Beatmaker, dj, percussionista, cantora e compositora, Luana Flores (@nordestefuturista)  destaca-se na cena musical por sua abordagem inovadora, explorando temáticas como gênero, sexualidade e território. Como uma das fundadoras do grupo Coco das Manas, um coco feminista paraibano originado em 2016, Luana mergulhou na fusão entre o eletrônico e os ritmos da cultura popular nordestina. Essa experiência foi o ponto de partida para sua jornada focada no empoderamento feminino através da música.

Em 2019, Luana foi reconhecida como a única nordestina na lista das 20 mulheres beatmakers do país e participou da residência artística da RedBull Music Pulso em São Paulo, integrando o time de Jéssica Caitano. Logo em seguida, lançou o single “Guerreira de Lança” pelo selo potiguar “DOSOL”, acompanhado de um videoclipe em parceria com Luísa Nascim e Saskia, retratando uma gang de mulheres em um cangaço contemporâneo. A artista também lançou uma versão remix da mesma música com Furmiga DUB.

Foto: @nataliadilorenzo

Em 2020, Luana Flores continuou a colher frutos de seu trabalho. Recebeu o título de “batida renovada” pela revista SESC SP e foi destaque na lista de mulheres beatmakers da revista Rolling Stone. Realizou remixes para artistas como Bixarte, TUYO e Luísa & os Alquimistas. Ainda no mesmo ano, lançou o videoclipe “Reza” em colaboração com Jéssica Caitano pela YB Music. Além disso, foi vencedora do PITCH da SIM São Paulo + Fluve e finalista do III Festival de Música da Paraíba.

Em 2021, Luana Flores lançou sua primeira produção instrumental com o videoclipe “Canto de Proteção”, gravado na Paraíba. Foi premiada como Novo Talento no prêmio SIM São Paulo 2020. A artista define sua estética sonora e visual como Nordeste Futurista, mesclando elementos eletrônicos com ritmos da cultura popular nordestina para promover o empoderamento feminino.

O álbum visual “Nordeste Futurista”, vem colecionando prêmios nas janelas de exibição nos festivais de cinema.

Além disso, Luana Flores também gravou com a renomada artista Cátia de França na música “Encantarya”, fortalecendo ainda mais sua ligação com as raízes culturais nordestinas e enriquecendo seu repertório musical.