Foto: Luísa Cerino

No dia 05 de abril, a niteroiense Rebeca (@rebecasauwen) lança o seu segundo disco solo: “Espiral”, pela Deck, com produção de Rodrigo Martins, indicado ao Grammy Latino.

O álbum conta com participações das cantoras Lio (do trio Tuyo), na faixa inédita “Concha”, e Nina Fernandes, em “Flecha”, canção já lançada como single. Conhecida por sua passagem pelo The Voice em 2015, por parcerias com Julio Secchin e Rubel, e também por ter sido a voz da banda Gragoatá, Rebeca comenta sobre as parcerias do disco:

“Convidei a Lio para participar e ela transmitiu uma vulnerabilidade tremenda na interpretação da música. Penso nela como uma das maiores cantoras que existem. Com a Nina divido referências parecidas, como Phoebe Bridgers, Boygenius, Adrianne Lenker e Caroline Polachek. Por conta dessa afinidade musical e da vontade de colaborar com uma cantora e compositora que entendesse o que eu queria passar, confiei na Nina de olhos fechados para gravar da forma que sentisse e deu super certo”.

Já Lio, cantora e compositora do trio Tuyo comenta: “Concha é do tipo de canção pra arrebatar, ela não esconde esse aspecto do ouvinte. Na primeira versão que recebi, ainda sem todos os arranjos, sem tudo que já estava desenhado na cabeça da Rebeca, já dava pra entender que nós tínhamos juntas a tarefa de fortalecer esse lugar já estabelecido. A lírica que propõe essa suspensão da dúvida, da possibilidade, como a resposta para perguntas difíceis, do tipo “mas o que vai acontecer agora que acabou?”, ou “que tipo de criatura eu sou fora dessa configuração com a qual eu já tinha de alguma maneira me acostumado?”, são perguntas que eu gosto de me fazer, de tentar responder, o tipo de obra investigativa que já tá no meu olhar. Aí ficou meio óbvia a resposta pro convite de dividir o palanque desse pleito. É certamente uma das canções mais bonitas que já me deram a oportunidade de fazer parte e eu nunca vou dar conta de agradecer o suficiente por ter sido considerada para esse tipo de tarefa. Fez também nascer entre nós um caminho interessante para uma amizade pendente. No mundinho da música essas amizades que começam nesse tipo de pergunta costumam ser duradouras, acho que porque as conversas são longas e não dá pra falar esse tipo de assunto sem se expor, sem se colocar na vulnerável na frente da outra. Que sorte a nossa.”

Cantora, compositora e produtora musical niteroiense, Rebeca iniciou sua trajetória na música em 2014 participando do DVD Acústico do grupo de rap Oriente. Uma das faixas em que canta, “Linda Louca e Mimada”, atingiu mais de 155 milhões de streams no Youtube, alcançando sucesso nacional. A partir disso, ela integrou turnês do grupo, apresentando-se em palcos renomados ao redor do Brasil. No mesmo ano, começou a lançar canções – e mais tarde um álbum – com sua banda de MPB, Gragoatá. Em 2015, chegou às oitavas de final do programa The Voice Brasil como parte do time de Lulu Santos e Carlinhos Brown.  

Sua carreira solo teve início com o disco “Corar” (Mangolab), de 2019, com produção sua e do indicado ao Grammy Latino, Rodrigo Martins. Em seguida, foi selecionada pelo programa do Spotify Escuta As Minas, e gravou a canção autoral “Só Sei Pensar Em Você”, além de ter lançado versões acústicas de faixas do álbum, rendendo uma participação do cantor e compositor Rubel, e a inserção da canção “Fantasia” na trilha sonora do filme da Netflix “Diários de Intercâmbio”. Rebeca também é conhecida pelas faixas “Quero ir para Bahia com você” e “Jovem” (acústico), que são parcerias com Julio Secchin.

Em 2023, tornou-se artista da gravadora Deck e lançou os singles que antecederam o lançamento do seu segundo disco solo: “Foge de Casa”, “Cada Amor”, “Cofre”, “Flecha” (feat. Nina Fernandes) e “Caixas”.