Ana e Helena Petta evidenciam o descaso do governo durante a pandemia de Covid-19, mostrando os desafios enfrentados pelos profissionais de saúde

Filme foi o grande vencedor do 27º Festival É Tudo Verdade. Foto: Divulgação

As expectativas para descobrir os indicados ao Oscar 2023 estão bastante altas. Além do drama de ficção “Marte Um”, de Gabriel Martins, outra produção brasileira está na corrida à uma vaga na principal premiação do cinema mundial. Após ser o grande vencedor da 27ª edição do Festival É Tudo Verdade, “Quando Falta o Ar”, filme da cineasta Ana Petta e da médica Helena Petta, está realizando uma campanha internacional em busca de um lugar nos indicados na categoria de Melhor Documentário.

“Quando Falta o Ar” (Out Of Breath) acompanha o trabalho dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) em diferentes regiões do Brasil, enquanto lutavam para salvar vidas durante o auge da pandemia de Covid-19. O documentário mostra a intersecção entre saúde, religiosidade, desigualdade e racismo estrutural ao redor do país, abordando a pandemia com foco no cuidado, revelando a face humana da luta coletiva contra o vírus. As irmãs destacam mulheres que enfrentam os maiores desafios de suas carreiras.

“Procuramos registrar de perto o trabalho dessas mulheres”, conta a médica e diretora do filme Helena Petta: “Capturamos os diferentes ritmos no cuidado que elas prestam, que muitas vezes se expressam através do toque, do gesto e do olhar. Queríamos revelar as desigualdades do país e os preconceitos raciais que afetam as diferentes religiões do Brasil”, completa.

Para Amir Labak, idealizador do Festival É Tudo Verdade, o filme “é um registro extraordinário de um momento heróico e macabro da história do Brasil contemporâneo. Num ágil e intimista estilo Cinema Verité, elas documentam o papel crucial do sistema público de saúde brasileiro lidando com a pior emergência sanitária em um século. É um filme único, urgente e inesquecível”, elogia Amir.

Segundo Ana Petta, o objetivo da dupla era lançar um olhar além dos relatos jornalísticos da pandemia: “Numa época em que o ritual da morte se tornou impossível, priorizamos os pequenos gestos de cuidado, onde o elemento humano faz a diferença”, revela.

As irmãs Petta realizaram sessões nas cidades de Los Angeles, Nova York e Boston, voltadas aos profissionais que possuem poder de voto na Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. A exibição no The Linwood Dunn Theater, em Los Angeles, contou com a presença e apresentação do consagrado ator Wagner Moura.

No dia 21 de dezembro, a Academia do Oscar divulgará a lista prévia de selecionados. O anúncio oficial dos indicados ocorrerá em 24 de janeiro de 2023, já a premiação, está marcada para 12 de março.

“Quando Falta o Ar” tem previsão de estreia no Brasil ainda para o início de 2023.