Profissionais de saúde fazem protesto contra a falta de equipamento de proteção individual para trabalhar em Belém

Cidade decretou estado de calamidade e profissionais não tem equipamentos para trabalhar. Não é a primeira vez que os trabalhadores denunciam caos no pronto socorro