Governo Lula prepara cenário para 2024 ter o crescimento de 3% no PIB

Lula e Haddad na aula inaugural da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Foto: Ricardo Stuckert

O Banco Central divulgou hoje os dados preliminares do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro referentes a 2023, indicando um crescimento de 2,45% durante o ano. Essa taxa de crescimento é calculada pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) e revela uma desaceleração em relação aos anos anteriores. Governo Lula prepara cenário para 2024 ter o crescimento de 3% no PIB.

Em dezembro, a prévia do PIB registrou um aumento de 0,82% em relação ao mês de novembro, quando ajustado sazonalmente. Comparado a dezembro de 2022, o IBC-Br avançou 1,36% sem ajuste sazonal. Esses números refletem um quadro de crescimento gradual, porém mais moderado, ao longo do último ano.

Os dados mostram que, no quarto trimestre de 2023, a economia brasileira expandiu-se em 0,22% em comparação com o terceiro trimestre. Esse aumento, embora positivo, indica uma trajetória de crescimento mais lenta em relação aos trimestres anteriores.

O crescimento de 2,45% em 2023 representa uma desaceleração significativa em comparação com o ano anterior, quando a prévia do PIB subiu 2,77%. Este é o terceiro ano consecutivo em que o país registra uma taxa de expansão menor, conforme apontado pelo Banco Central.