“Do fundo do meu coração, Brasil, obrigado, obrigado, obrigado”, disse Lewis Hamilton após receber homenagem

Foto: Lewis Hamilton/Instagram

Por Hellen Sacramento

Na segunda-feira (7) o heptacampeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton, foi homenageado na Câmara dos Deputados em Brasília ao receber o título de Cidadão Honorário. A relação estreita entre o piloto e o Brasil foi construída nos mínimos detalhes e vai desde a defesa do movimento preto brasileiro, das causas ambientais pela defesa da Amazônia chegando é claro no carinho pelo falecido ídolo Ayrton Senna.

Em sua mais recente vitória em 2021, no GP de Interlagos, Lewis usou um capacete com as cores do Brasil e deu a volta olímpica pelo autódromo carregando a bandeira, repetindo o gesto feito por Senna, há 30 anos. Na Câmara ele agradeceu a recepção calorosa dos fãs e admiradores: “Eu quero dedicar essa honraria ao meu herói Ayrton Senna. Quando eu, com 5 anos de idade, via ele correr soube que queria ser um campeão mundial igual ele.”

Confira o discurso na íntegra do NINJA Esporte Club:

Carinho dos fãs

O posicionamento político-social e ambiental do piloto durante a sua carreira chamou atenção e cativou o público brasileiro, ele sempre defendeu o movimento “Black Lives Matter”, em especial após a morte de George Floyd em que ele levou o luto da população negra para a competição, modificando o seu macacão e seu carro para cores pretas e carregando a bandeira do movimento.

Hamilton ainda publicou um vídeo das manifestações do Brasil contra o governo Bolsonaro, reforçando o apoio ao povo brasileiro “meu coração está com vocês Brasil”.

Além da honraria, ele recebeu durante a sessão um boné com a sigla CPX (Complexo do Alemão), uma blusa do Movimento Negro Unificado e um lenço como presente da irmã da ex-vereadora Marielle Franco.

“Meu objetivo era falar o quanto ele inspira o povo negro, o movimento negro, mas também falar um pouco da história de luta que a gente tem feito. Quando eu me apresentei, ele falou que já tinha lido e escutado falar da minha irmã. É prova de que a gente está no caminho certo também, né? Ele se posicionou e tem feito um trabalho marcante para o povo negro, uma luta para protagonizar”, disse Anielle Franco, irmã de Marielle, em entrevista para a CNN.

Rene Silva, o criador do “Voz das Comunidades” é considerado como um dos 100 homens negros mais influentes do mundo pela revista Forbes, e foi ao encontro de Lewis para demonstrar admiração e explicar suas causas sociais.

O piloto é um dos grandes influenciadores da luta contra o racismo, ele consagrou-se em 2007 como o primeiro piloto negro da F1. Durante a construção de sua carreira ele foi e continua pontual em suas falas sobre racismo, as questões sociais que englobam o país, e a sua preocupação com a Floresta Amazônica. E com o passar dos anos, ele caiu na graça dos brasileiros que o acolheram com muito carinho.

Primeiro título conquistado no Brasil

As corridas emocionantes em Interlagos marcaram a sua carreira. Em 2008, com 23 anos, ele recebeu seu primeiro prêmio pela Fórmula 1, no GP de São Paulo. O duelo na classificação geral foi entre ele e Felipe Massa, adorado pelos fãs que estavam na expectativa da premiação para o brasileiro.

Hamilton conseguiu ultrapassar, em sua última volta na corrida, o Timo Glock, da Toyota. Com isso, ele foi ao pódio como 1° lugar com uma diferença de segundos na classificação com Massa, piloto pela Ferrari. Ele se tornou o campeão mais novo a vencer a F1. Logo em seguida, ele conquistou o carinho do público tornando-se um ídolo nacional.

O esportista entende que seus pronunciamentos e as bandeiras que defende tem um peso devido a sua carreira com visibilidade mundial. Ele sempre reforça as questões ambientais da Amazônia e seu desejo de estar mais presente na reserva ambiental. Inclusive, Lewis liderou campanhas mundiais contra as queimadas na região, em 2021.

Lewis se pronunciou nas suas redes sociais em agradecimento ao mérito que lhe foi dado. “Esse país lindo e a energia tão profunda são partes significantes da minha própria história. Eu ganhei meu primeiro campeonato mundial aqui. A corrida do ano passado foi uma das melhores da minha vida inteira!”

Leia mais:

Lewis Hamilton é ovacionado em homenagem na Câmara dos Deputados

“Eu te amo Brasil”, Hamilton celebra título de cidadão honorário brasileiro

F1 se manifesta contra racismo de Piquet, em defesa de Hamilton