Foto: Foundations World Economic Forum

País referência em medidas de combate à pandemia, a Nova Zelândia anunciou nesta quarta-feira (27), que não tem nenhum paciente internado com Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

O sistema de saúde neozelandês passou por cinco dias sem receber um novo paciente que precisasse ser internado, apesar de 21 pessoas ainda permanecerem doentes no país.

Desde o início, o país implementou a quarentena e o distanciamento social cedo, além de investir nos testes em massa para atender a população. Segundo o diretor-geral de Saúde, Ashley Bloomfield, foram realizados 267.435 exames em uma população de quase 5 milhões da habitantes. A Nova Zelândia não passou dos 1.154 casos e 21 mortes, e declarou que havia interrompido a transmissão comunitária da doença.

Com o sucesso das politicas preventivas, a Nova Zelândia já começa a reabrir escolas, bares e outros estabelecimentos depois de declarar que havia vencido a batalha contra a pandemia, embora continue mantendo normas de distanciamento social e alerta de nível 2.

Para reestruturar a economia, a primeira-ministra, Jacinda Ardern, propôs a diminuição da jornada de trabalho de cinco para quatro dias por semana, com o objetivo de alavancar o turismo local e gerar mais empregos.