Lamine Yamal jogando pela Seleção Espanhola em 2023 (Foto: Fran Santiago)

Por: Patrick Simão / Além da Arena

Lamine Yamal era um nome desconhecido até poucos meses atrás e hoje é visto como uma das maiores promessas do futebol. Em abril, o atacante do Barcelona foi o mais jovem a entrar em campo e ser titular pela equipe catalã, com apenas 15 anos e 9 meses. O jogador rapidamente ganhou relevância, sendo destaque do Barcelona em alguns jogos da nova temporada, o que lhe rendeu mais recordes. Yamal se tornou o mais jovem convocado pela Seleção Espanhola, com apenas 16 anos e 2 meses. Contra a Geórgia, ele foi titular e fez gol, batendo mais recordes de precocidade.

Apesar de ser uma das maiores promessas da Seleção Espanhola e ser comparado a Messi no Barcelona, Yamal também sofre rejeição em seu país natal. Seu pai é nascido no Marrocos e sua mãe em Guiné Equatorial. Nascido em Esplugas de Llobregat, em Barcelona, Yamal poderia ter escolhido outra Seleção, mas optou pela espanhola.

Após estrear pela Espanha, viralizaram alguns tweets xenofóbicos contra Yamal, afirmando que ele “não deveria jogar pela Seleção Espanhola, pois é marroquino.” Este pensamento é muito comum na extrema-direita espanhola, que rejeita descendentes de imigrantes africanos.

Vale lembrar que há milhares de imigrantes marroquinos na Espanha e que os dois países têm grande tensão devido ao conflito por Saara e pela exploração espanhola (e francesa) em relação a Marrocos. Na Copa do Mundo de 2022, este debate voltou com mais força após Marrocos eliminar a Espanha nas oitavas de final.

Outro motivo que provoca ataques xenofóbicos a Yamal é o fato de que, em abril deste ano, seu pai entrou em conflito com apoiadores do VOX, partido da extrema-direita espanhola. Além disso, o jogador nasceu na região de Rocafonda, na Catalunha, região com muitos imigrantes e alvo de muito estigma no país.

 

Yamal faz parte do processo de renovação da Seleção masculina espanhola, que busca voltar às grandes conquistas obtidas entre 2008 e 2012. Enquanto alguns o rejeitam por racismo e xenofobia, a maior parte do mundo o vê como uma das grandes promessas do futebol mundial, que está em uma grande equipe e pode se desenvolver para se tornar um dos grandes protagonistas do futebol mundial.