Filme levou 12 prêmios; conheça a lista completa de premiados

Foto: Reprodução

No último sábado (10), foram revelados os grandes vencedores da 38ª edição do Goya, a principal premiação do cinema espanhol. E não deu outra, o grande vencedor foi “A Sociedade da Neve”, de Juan Antonio Bayona, que conquistou 12, dos 13 prêmios que estava indicado, incluindo os de Melhor Filme e Direção.

Desta forma, o longa fez história na premiação, se tornando o terceiro filme mais premiado na história do Goya, ficando atrás apenas de “Mar Adentro” (14) e “Ay, Carmela!” (13).

“Passamos dez anos ouvindo pessoas nos dizendo que este filme não era possível, que um filme em espanhol não poderia ser feito com esse nível de ambição”, comemorou o cineasta, destacando o sucesso internacional da produção, que alcançou mais de 150 milhões de espectadores na Netflix, onde o filme está disponível.

“A Sociedade da Neve” ganha força para o Oscar 2024, onde concorre na categoria de Melhor Filme Internacional.

Conheça a lista completa de premiados do 38º Goya:

Melhor Filme – “A Sociedade da Neve”

Melhor Direção – Juan Antonio Bayona, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Ator – David Verdaguer, por “Saben Aquell”

Melhor Atriz – Malena Alterio, por “Que Nadie Duerma”

Melhor Filme Europeu – “Anatomia de uma Queda” (França)

Melhor Filme Ibero-Americano – “A Memória Infinita”, de Maite Alberdi (Chile)

Melhor Ator Coadjuvante – José Coronado, por “Cerrar Los Ojos”

Melhor Atriz Coadjuvante – Ane Gabarain, por “20.000 Especies de Abejas”

Melhor Filme de Animação – “Meu Amigo Robô”, de Pablo Berger

Melhor Documentário – “Mientras Seas Tú, El Aquí y Ahora de Carme Elias”, de Claudia Pinto

Melhor Roteiro Adaptado – Pablo Berger, por “Meu Amigo Robô”

Melhor Roteiro Original – Estibaliz Urresola, por “20.000 Especies de Abejas”

Melhor Direção de Arte – Alain Bainée, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Edição – Andrés Gil e Jaume Martí, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Fotografia – Pedro Luque, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Curta de Animação – “To Bird or Not To Bird”, de Martín Romero

Melhor Curta-Metragem Documental – “Ava”, de Mabel Lozano

Melhor Curta-Metragem de Ficção – “Aunque Es de Noche”, de Guillermo García López

Melhor Trilha Sonora Original – Michael Giacchino, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Canção Original – “Yo Solo Quiero Amor”, de Rigoberta Bandini, por “Te Estoy Amando Locamente”

Melhor Novo Diretor – Estibaliz Urresola, por “20.000 Especies de Abejas”

Melhor Ator Revelação – Matías Recalt, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Atriz Revelação – Janet Novás, por “O Corno”

Melhor Direção de Produção – Margarita Huguet, por “A Sociedade da Neve”

Melhores Efeitos Especiais – Pau Costa, Félix Bergés e Laura Pedro, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Som – Jorge Adrados, Oriol Tarragó e Marc Orts, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Maquiagem e Penteado – Ana e Belén López-Puigcerver e Montse Ribé, por “A Sociedade da Neve”

Melhor Figurino – Julio Suárez, por “A Sociedade da Neve”

Goya de Honra – Juan Marine

Goya Internacional – Sigourney Weaver