Todas essas moradias do programa “Minha Casa, Minha Vida” serão destinadas a famílias enquadradas na Faixa 1 de renda de até R$ 2.640

Foto: Ricardo Stuckert

O governo brasileiro vai retomar obras de 40 mil unidades de casas populares paradas do programa Minha Casa, Minha Vida, destinadas a famílias enquadradas na Faixa 1 de renda, aquelas com ganhos de até R$ 2.640 mensais, que praticamente ganham suas moradias.

Segundo o ministro das Cidades, Jader Filho, o governo pretende incluir empreendimentos que foram invadidos ou enfrentam problemas de documentação, como a falta de alvarás, por exemplo.

“Esse é um número que já foi minuciosamente estudado pelas equipes ministeriais e por mim. Podemos até mesmo superar essa meta, mas 40 mil é um valor no qual temos total confiança de retomar as obras e entregar as unidades habitacionais”, afirmou Jader durante a entrevista.

De acordo com informações da reportagem, no ano anterior, foram retomadas cerca de 20 mil obras que estavam paralisadas. Além da retomada desses empreendimentos, o governo também planeja, nas próximas semanas, anunciar uma seleção de projetos para a contratação de mais 75 mil unidades habitacionais na área rural, 32 mil unidades destinadas a entidades sociais e 22 mil unidades nos municípios com menos de 50 mil habitantes.

Todas essas moradias serão destinadas a famílias enquadradas na Faixa 1 de renda.