“Vai ser uma forma de estimular o jovem regular do ensino médio que vai receber esse auxílio financeiro nos 3 anos do ensino médio”, afirmou o ministro da Educação, Camilo Santana

Foto: Luis Fortes/Agência Brasil

Em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (16), o ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou uma medida inovadora para estimular a participação de estudantes do 3º ano do Ensino Médio no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O anúncio ocorreu durante a divulgação dos resultados do Enem 2023, onde também foram liberados os resultados individuais dos participantes.

Segundo Santana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionará ainda hoje a lei que institui o programa Pé-de-Meia. Essa iniciativa tem como objetivo criar uma espécie de bolsa-poupança para que estudantes de baixa renda possam concluir o ensino médio. Além disso, o ministro destacou que haverá um incentivo específico para os jovens que optarem por realizar o Enem.

Clique aqui para conferir o resultado do Enem 2023

“Vai ser uma forma de estimular o jovem regular do ensino médio que vai receber esse auxílio financeiro nos 3 anos do ensino médio, mas, no último ano, no 3º ano, ele vai receber um percentual, um valor para fazer a prova do Enem”, explicou o ministro durante a coletiva.

Camilo Santana ressaltou a importância de convencer os estudantes sobre a oportunidade que o Enem representa para o acesso ao ensino superior. Ele afirmou que não há custo algum para os jovens e que é necessário mostrar que essa é uma chance única de ingressar no ensino superior.

Dados apresentados pela pasta indicam que cerca de metade dos estudantes que concluíram o ensino médio em 2023 participaram da última edição do Enem. O ministro expressou preocupação com o fato de que, entre os inscritos, muitos não chegaram a realizar a prova. Dos 1,4 milhão de concluintes do ensino médio que se inscreveram para o exame, apenas 1 milhão participaram efetivamente.

“Precisamos identificar os motivos em cada rede, em cada estado. E dialogar com as redes para identificar os motivos disso”, afirmou Santana, destacando a importância de compreender os desafios específicos de cada região.

A expectativa é de que o programa Pé-de-Meia e o incentivo financeiro para os estudantes do 3º ano do Ensino Médio no Enem contribuam significativamente para a ampliação da participação dos jovens no exame, promovendo maior acesso ao ensino superior.