Alunas bolsistas do SESI Piatã se apresentarão na International Science Engineering Fair (ISEF), e necessitam de ajuda para cobrir os custos

Foto: Arquivo Pessoal

Por Vânia Almeida/ Estudantes NINJA

As alunas bolsistas do SESI Piatã, Clara Dias Brandão, Mariah Clara da Silva e Sabrina Rocha, foram vencedoras na FEBRACE, a maior feira nacional para jovens cientistas do Brasil, com um projeto desenvolvido na Escola Sesi Djalma Pessoa em parceria com o Senai Cimatec.

O projeto, criado por alunas da primeira turma do curso de Biotecnologia do Novo Ensino Médio, busca uma solução sustentável para suplementar a alimentação de gado de corte.

“O nosso projeto consiste na criação de um suplemento para gado, utilizando duas matérias primas renováveis, a microalga Dunaliella salina, que é um microrganismo fotossintetizante, cultivada em águas salinas, que não depende de terras e realiza a captura de CO2, e contém compostos que melhoram a qualidade da carne do animal, a sua fisiologia e sua resposta imunológica, associado à Hesperidina, que possui ação na redução do metano entérico e no stress oxidativo sofrido pelo animal, extraída da laranja, que é um resíduo agroindustrial, já que o Brasil se encontra como o maior exportador mundial da fruta. Nosso projeto visa a sustentabilidade, e trabalha junto com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2 (fome zero), 12 (consumo e produção sustentáveis) e 13 (ação climática).” explica a estudante Clara Dias.

As estudantes receberam medalhas de segundo lugar na premiação geral da área de Ciências Agrárias, e receberam também o Prêmio Publicação pelo Centro Científico Conhecer, garantindo a publicação na revista científica Enciclopédia Biosfera.

Como parte da premiação, as estudantes terão a oportunidade de se apresentar na maior feira do setor do planeta, a International Science Engineering Fair (ISEF), em Los Angeles (EUA), entre os dias 11 e 17 de maio, representando o Brasil e a Bahia.

“Participar da ISEF promove reconhecimento internacional ao nosso trabalho, incentiva jovens cientistas e meninas na ciência, além de trazer reconhecimento para a Bahia, Nordeste e Brasil.”, conta a jovem.

“Nossa história também incentiva estudantes de baixa renda e periferia, pois somos da turma do novo ensino médio (NEM) do Sesi associado ao curso de biotecnologia do Senai Cimatec, composta por estudantes 100% bolsistas, e conseguimos levar pela primeira vez o Senai Cimatec a uma feira internacional.” conclui Clara Dias.

Entretanto, para cobrir os custos de passaporte, visto, transporte, alimentação, assim como os uniformes necessários, elas necessitam de ajuda. Isso inclui despesas com viagem até o consulado em Recife (PE) e alimentação nos Estados Unidos.

Sou Sabrina Rocha, tenho 19 anos. Adoro artes cênicas e pintura, cultura japonesa e ciência.

Sou Mariah Silva, tenho 18 anos. Sou apaixonada por cinema e música. Amo a ciência, mas especificamente o campo da biotecnologia e da astrobiologia.

Sou Clara Dias, 18 anos. Gosto de artes manuais e me dedico à montagem de caixas entomológicas como parte da minha paixão pela biologia dos insetos.

Para mais informações, siga a rede social de Mariah Silva aqui e o link da Vakinha aqui.