De acordo com os dados do Inep, 16 estados brasileiros e o Distrito Federal têm alunos com notas máximas na redação do Enem 2023

Foto: Secretaria de Educação do Piauí

Mais de 20 estudantes de Estados do Nordeste, como Piauí, Rio Grande do Norte, Bahia, Ceará, Pernambuco e Sergipe, tiraram nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023, e isso revelou que o Nordeste do Brasil é a região que concentra o maior número de alunos que alcançaram a pontuação máxima na prova.

Ao todo, 60 estudantes em todo o país conquistaram a nota 1.000 na redação, um aumento significativo em relação à edição anterior, que teve apenas 18 participantes atingindo esse desempenho excepcional. Esse feito representa o maior número de redações nota 1.000 desde o Enem 2016, quando 77 participantes obtiveram o resultado máximo.

De acordo com os dados do Inep, 16 estados brasileiros e o Distrito Federal têm alunos com notas máximas na redação do Enem 2023.

Confira abaixo a distribuição por estados:

Estados com alunos nota 1.000 na redação do Enem 2023:

Bahia: 4 alunos
Ceará: 4 alunos
Pernambuco: 2 alunos
Piauí: 6 alunos
Rio Grande do Norte: 6 alunos
Sergipe: 3 alunos

Desafios e Temas do Enem 2023

O Enem 2023 teve seu primeiro dia de provas realizado em 5 de novembro, com 45 questões objetivas de Linguagens e Códigos e 45 de Ciências Humanas. Alguns estudantes relataram que a prova foi desafiadora devido à quantidade extensa de textos.

O tema da redação, “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”, estimulou os participantes a refletirem sobre questões de gênero e igualdade social.

No segundo dia de exame, os estudantes responderam 45 questões de Matemática e 45 de Ciências da Natureza. Comparativamente, muitos participantes consideraram essa parte da prova mais acessível em relação ao primeiro dia.

A reaplicação do Enem 2023 ocorreu nos dias 12 e 13 de dezembro, mantendo o mesmo formato das provas regulares. O tema da redação nessa ocasião foi: “Desafios para a (re)inserção socioeconômica da população em situação de rua no Brasil”.