Foto: Reprodução / Instagram / Twitter

Uma cerimônia que pretende homenagear os 522 anos da chegada dos portugueses do Brasil, no centro histórico de Porto Seguro (BA), marcada para 15h, já foi ocupada por indígenas, em especial do Povo Pataxó. Por meio de faixas, gritos e cantorias, os indígenas rechaçam a vinda de Bolsonaro, que terá agenda no evento de celebração do “aniversário do Brasil”, como consta na divulgação.

O evento é organizado pela prefeitura, sob comando de Jânio Natal, do mesmo partido de Bolsonaro. Com tom militaresco, a festa de celebração do país terá uma apresentação da Esquadrilha da Fumaça, com sete aviões A-29 Super Tucano pintados com as cores da Bandeira do Brasil. A informação é do Jornal Correio. Os participantes também preparam uma motociata.

Enquanto alguns moradores já chegavam ao local do evento, dezenas de indígenas ocuparam o centro histórico e deixaram seu recado em monumentos e bandeira. Em publicações de alguns stories de manifestantes, é possível ver alguns conflitos com a Polícia Rodoviária Federal que, sem identificação na farda, aborda os indígenas que estão no evento.