Além disso, foi discutida a possibilidade de os Estados Unidos fazerem um novo aporte ao Fundo Amazônia

Foto: Ricardo Stuckert/PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, reiteraram o apoio conjunto à criação de um Estado Palestino. Em uma declaração divulgada pelo Palácio do Planalto após a reunião realizada nesta quarta-feira (21/2), ambos os líderes destacaram a importância da resolução pacífica de conflitos e da busca pela estabilidade regional.

“O secretário agradeceu a atuação do Brasil pelo diálogo entre Venezuela e Guiana, enquanto o presidente Lula expressou sua apreciação pela postura do presidente Biden em defesa da democracia e das medidas adotadas em prol dos trabalhadores dos EUA”, destacou a nota oficial.

Além disso, foi discutida a possibilidade de os Estados Unidos fazerem um novo aporte ao Fundo Amazônia. O secretário Blinken também elogiou o Brasil pela aprovação da reforma tributária e pela recuperação de políticas sociais e de responsabilidade fiscal.

Durante o encontro, que contou com a presença do assessor especial da Presidência e ex-chanceler Celso Amorim e da embaixadora dos EUA no Brasil, Elizabeth Bagley, questões relacionadas à governança internacional e à dívida externa dos países africanos também foram abordadas. O Brasil lidera um movimento global para renegociar e até mesmo perdoar dívidas de países africanos, que sofrem com os piores índices de desenvolvimento social.

Após a reunião no Palácio do Planalto, o secretário Blinken seguiu para o Rio de Janeiro, onde participará da Cúpula de Chanceleres do G20.