Protesto foi organizado pela campanha Tire Meu Rosto da Sua Mira, que reúne organizações contra o reconhecimento facial na segurança pública

Foto: Divulgação

Um drone sobrevoou a prefeitura de São Paulo na quarta-feira (12) contra o projeto de vigilância da gestão Ricardo Nunes (MDB). O veículo trazia um tecido pendurado com a imagem do ex-bbb Serginho Orgastic e a frase “De olhos em vocês”, em referência à imposição da vigilância em massa na cidade, ausência de debate sobre questões éticas e ação da sociedade civil contra o Smart Sampa.

A manifestação faz parte da campanha Tire Meu Rosto da Sua Mira, que reúne população e mais de 50 organizações em mobilização pelo banimento total do uso de tecnologias de reconhecimento facial na segurança pública brasileira.

Além do drone, a ação também contou com projeção de laser na fachada de prédios da capital, com frases como “Prefeitura respeite nossos direitos”, “O Smart Sampa é ilegal”, “Chega de vigilância invasiva”.

Foto: Divulgação

Manifestantes permaneceram no local por algumas horas, distribuindo panfletos informativos e conversando com aqueles que se interessaram pela causa.

De forma consistente e sistemática, pesquisadores brasileiros e estrangeiros, ao longo de mais de uma década, vêm mapeando como as plataformas digitais, incluindo a inteligência artificial e tecnologias de reconhecimento facial, reproduzem e intensificam o racismo nas sociedades.

A Prefeitura de São Paulo alega que instalar mais de 20 mil câmeras com reconhecimento facial na cidade vai resolver o problema da segurança pública.

O uso da tecnologia proposta pelo Programa Smart Sampa pode inibir o exercício da liberdade de expressão, além de violar os direitos à privacidade, presunção de inocência e ir e vir.