Foto: Ingrid Anne

Cuba autorizou nesta segunda-feira (16) o navio de cruzeiro britânico MS Braemar, com cinco casos confirmados do novo coronavírus, a atracar na ilha, de onde seus passageiros serão repatriados de avião para a Grã-Bretanha.

“A pedido do governo britânico, Cuba autorizou o navio MS Braemar a atracar no país, com um pequeno número de viajantes diagnosticados com Covid_19”, tuitou o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez.

Em uma declaração, o Ministério das Relações Exteriores de Cuba enfatizou que “são tempos de solidariedade, de entender a saúde como um direito humano, de reforçar a cooperação internacional para enfrentar nossos desafios comuns”.

Cuba, que tem quatro casos confirmados do novo coronavírus, multiplica as ações de prevenção e vigilância, mas mantém suas fronteiras abertas, ao contrário do que a maioria de seus vizinhos faz, uma vez que o turismo é o motor de sua economia.

Solidariedade e compaixão são sentimentos incompatíveis com o projeto de governo que promove Bolsonaro, que tenta a todo custo descredibilizar Cuba. Parabéns a Cuba pela empatia!