Foto: Wagner Carmo/ CBAt

 

Por Francielli Felix 

Almir Cunha dos Santos, mais conhecido como Almir Jr, nascido em Matupá, região central do Mato Grosso, foi criado desde criança na cidade de Peixoto de Azevedo. Filho de Dona Conceição e seu pai Almir, Júnior iniciou a sua carreira no atletismo aos 15 anos e já percebeu que precisava de estrutura para treinar, e focar na carreira de atletismo. 

Em 2009 (com 15 anos na época) procurou o técnico da Sogipa (associação de atletas) José Haroldo Loureiro Gomes, que hoje é o atual técnico de Almir Jr. Ao chegar em Porto Alegre, fez o teste e foi aprovado pelo seu porte físico e carisma.

Jr começou sua carreira começando pelo salto em altura, onde não teve bons rendimentos. Porém, a equipe de atletas precisava de ajuda para somar pontos. Foi aí que surgiu a oportunidade de trocar de salto em altura pelo salto triplo, que lhe trouxe grandes oportunidades na carreira.

Em 2018 participou do campeonato Mundial Indoor da IAAF Birmingham (Inglaterra) onde representou muito bem o Brasil e conquistou a medalha de prata com o seu salto em distância, fazendo 17,41m e alçando o segundo lugar. Em 2020  teve mais uma oportunidade de trazer medalha para o Brasil, mas acabou perdendo as Olimpíadas de Tóquio onde ficou em 23º lugar na classificativa, mesmo tendo feito o salto que foi 16,27m não foi o suficiente para conquistar a medalha que ele tanto sonhava.

Este ano de 2023, ele conseguiu a tão sonhada classificação para os Jogos Olímpicos de Paris, que vai ocorrer ano que vem, devido à medalha de ouro que conquistou pelo campeonato sul-americano de atletismoocorrido em julho deste ano, fazendo exatamente um salto a distância de 17,24m, o que o fez ultrapassar o limite que o evento exigia.

Além disto, Almir Jr disputou em 2023 o Pan-Americanos de Santiago, no Chile, em busca de mais um título. Ao conquistar a sua medalha de prata, após obter um salto a distância de 16,92m, ele repetiu o meme recente do Belligol, se autointitulando “O Iluminado”. Almir ainda vai se preparar para mais campeonatos de atletismo, sendo o mais importante: os Jogos olímpicos de Paris 2024.