Foto: Mário Oliveira – SEMCOM

Alguns alertas já foram feitos aqui sobre o “rejuvenescimento” da Covid-19 nos estados brasileiros. Em comparação com países como Espanha e Itália, o Brasil apresenta um índice maior de internação de pessoas com menos de 60 anos.

A letalidade é maior entre os mais idosos, já que é o grupo que corre maior risco. Contudo, os dados alertam para um importante argumento na defesa do isolamento horizontal. O vírus pode afetar de forma menos grave os mais jovens mas, em grande quantidade, eles acabam sobrecarregando o sistema de saúde e ampliando as mortes de quem mais sofre os riscos.

A maioria dos infectados pela covid-19 em São Paulo é dos que têm entre 20 e 39 anos, representando 40%, ou 77% entre pessoas abaixo dos 60 anos. Conforme dados apurados pelo jornal El País, estados brasileiros em situação de emergência registram percentual maior de contaminados e hospitalizados abaixo dos 60 anos que os epicentros globais da pandemia.