Lula comentou em seu X sobre a colocação: “Vocês não sabem o trabalho que dá para ter tanta sorte…”

Lula e Haddad na aula inaugural da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Foto: Ricardo Stuckert

O relatório World Economic Outlook sobre as perspectivas econômicas globais trouxe novas estimativas que elevaram a posição do Brasil da 11ª da lista, em 2022, para a 9ª. O produto interno bruto (PIB) brasileiro é estimado em US$ 2,13 trilhões e, de acordo com as análises, o país pode avançar mais uma posição até 2026.

Os primeiros três lugares da lista são ocupados por, respectivamente, Estados Unidos (US$ 26,95 trilhões), China (US$ 17,7 trilhões) e Alemanha (US$ 4,43 trilhões).

Alcançar uma posição acima de países mais desenvolvidos e com economias influentes mundialmente, como o Canadá, demonstra também a força de valorização dos investimentos públicos e na retomada da economia presentes no território que recebe mais investimentos internacionais e aumento da produção industrial.

Lula comentou sem seu X sobre a colocação: “Vocês não sabem o trabalho que dá para ter tanta sorte…”.

O FMI proteja que a inflação global diminua de forma constante devido a uma “política monetária mais restritiva, auxiliada pelos preços internacionais mais baixos das matérias-primas”.