Festival celebra não apenas suas conquistas locais, mas também um novo capítulo na cultura brasileira

“O primeiro movimento é explosão”, de Grenda Costa. Foto: Reprodução/www.cineceara.com

Por Lilianna Bernartt

Neste sábado, 25 de novembro, a Cine NINJA desembarca em Fortaleza para acompanhar a 33ª edição do Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema.

Um dos principais festivais de cinema do Brasil, o Cine Ceará chega com uma programação que ocupará as três salas de cinema da cidade: Cineteatro São Luiz e as salas 1 e 2 do Cinema do Dragão.

Serão 29 produções cearenses na programação. Além das mostras, o festival também terá debates, homenagens e sessões especiais.

Entre os muitos destaques da programação estão “Os maluvidos”, longa-metragem de Josenildo Nascimento e Gislandia Barros que integra a Mostra Olhar do Ceará; a exibição especial de “Memórias da chuva”, de Wolney Oliveira; Debate com George Moura (Nordeste, Cangaço, Cinema e TV), exibição de “Mais pesado é o céu”, de Petrus Cariry, e outros.

O festival conta com diversas mostras temáticas, como a Mostra Competitiva Ibero-americana de Longas, Mostra Competitiva Brasileira de Curtas, Mostra Olhar do Ceará, Mostra Canal Brasil 25 anos, Mostra Vitrine LGBTQIAPN+, além de mais duas mostras sociais: Melhor Idade e Acessibilidade.

Fora esses destaques, o festival ainda homenageará cinco artistas, que receberão o Troféu Eusélio de Oliveira: Ailton Graça, Beto Jaguaribe, George Moura, Josafá Duarte e Verônica Guedes.

E pensando em expandir a acessibilidade, o Cine Ceará disponibilizará online uma programação que contará também com alguns filmes da Mostra Olhar do Ceará.

O evento segue até o dia 1º de dezembro e a programação completa você confere no site oficial do festival.

Leia mais:

Cine Ceará 2023: festival oferece programação gratuita e anuncia os homenageados de sua 33ª edição