O ciclo do extremista religioso leva à violência. Passa por medo, aversão, repulsa, desprezo, indiferença e ódio, ambiente adequado para que a violência aconteça.

A bancada parlamentar evangélica, tem como principal característica a intolerância e o extremismo, comumente se associam às bancadas do boi e da bala, pregam a pena de morte o encarceramento em massa, e se articulam nos seguidos golpes aos trabalhadores, tudo em nome de um deus, “com d minúsculo”.

Segundo as pesquisas apontam essas características se distanciam do pensamento da maioria dos evangélicos no Brasil, que não se sentem representados por essa bancada. Confira a coluna do Pastor Henrique Vieira sobre o tema:

 

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Márcio Santilli

Guerras e polarização política bloqueiam avanços na conferência do clima

Colunista NINJA

Vitória de Milei: é preciso compor uma nova canção

Márcio Santilli

Ponto de não retorno

Márcio Santilli

‘Caminho do meio’ para a demarcação de Terras Indígenas

Jade Beatriz

A luta pela revogação do novo ensino médio: Um compromisso com a educação de qualidade no Brasil

Campanha em Defesa do Cerrado

Com aprovação do PL do Veneno, bancada ruralista acelera Eco-Genocídio do Cerrado e seus povos

Bancada Feminista do PSOL

Mulheres Negras e a privatização da SABESP

Renata Souza

Dia da Favela: comemorar a resistência

Colunista NINJA

Carta aberta ao povo argentino

Márcio Santilli

Espiral do terror

Márcio Santilli

Maduro ameaça Guiana e abre conflito na fronteira com o Brasil

Design Ativista

Imaginar futuros é um ato revolucionário

Colunista NINJA

Males do privatismo

Design Ativista

As urgências do mundo retratadas por mulheres na Bienal de São Paulo

André Menezes

A importância de se ter mulheres negras no controle da narrativa: um papo com a roteirista Flávia Vieira