Imagens do carro atingido pelo fazendeiro durante agressão a padres da CPT.

Os Padres Dennis Koltz e Sisto Magro, da Comissão Pastoral da Terra no Amapá, foram agredidos na terça-feira, 25 de fevereiro, por um fazendeiro de soja na área de Campina do São Benedito, Pacuí. Ambos exercem o papel da defesa de direitos humanos na região e atuam no registro de conflitos agrários para a publicação anual da CPT.

Ambos estavam estavam fotografando uma placa de licenciamento para desmatamento de uma fazenda para averiguar a legalidade e validade, que foi descoberta estar vencida desde agosto de 2019 quando padre Dennis Koltz foi violentamente atacado pelo suposto dono da fazenda, Mario Junior Rocha. Foram socos desferidos em seu tórax, assim como várias ameaças contra sua vida e ainda uma batida proposital no carro dos padres, que se encontrava parado.

As vítimas prestaram queixa e abriram um boletim de ocorrência na Delegaia de Polícia do Interior (DPI). Os advogados aguardam o resultado do exame de corpo de delito feito pelo padre Dennis e querem uma perícia da Hilux, que comprova o ataque e o relato. Para descaracterizar a violência, o agressor, Mário Junior, foi até a delegacia de polícia registrar Boletim de Ocorrência contra o Padre Dennis Koltz, na tentativa de inverter a origem da violência.

Em nota de solidariedade aos companheiros do Amapá a CPT contextualiza, “O Estado do Amapá sofre por décadas com a invasão do latifúndio e mais recentemente com o monocultivo da soja, que têm como principais mecanismos o desmatamento e a grilagem de terras públicas, estas ocupadas pelas populações locais.”

Confira o depoimento do Padre Dennis e do Bispo do Amapá, Dom Pedro José Conti sobre o caso:

Padres são agredidos por fazendeiro no Amapá

Os Padres Dennis Koltz e Sisto Magro, da Comissão Pastoral da Terra no Amapá, foram agredidos na terça-feira, 25 de fevereiro, por um fazendeiro de soja na área de Campina do São Benedito, Pacuí. Ambos exercem o papel da defesa de direitos humanos na região e atuam no registro de conflitos agrários para a publicação anual da CPT.Ambos estavam estavam fotografando uma placa de licenciamento para desmatamento de uma fazenda para averiguar a legalidade e validade, que foi descoberta estar vencida desde agosto de 2019 quando padre Dennis Koltz foi violentamente atacado pelo suposto dono da fazenda, Mario Junior Rocha. Foram socos desferidos em seu tórax, assim como várias ameaças contra sua vida e ainda uma batida proposital no carro dos padres, que se encontrava parado.As vítimas prestaram queixa e abriram um boletim de ocorrência na Delegaia de Polícia do Interior (DPI). Os advogados aguardam o resultado do exame de corpo de delito feito pelo padre Dennis e querem uma perícia da Hilux, que comprova o ataque e o relato. Para descaracterizar a violência, o agressor, Mário Junior, foi até a delegacia de polícia registrar Boletim de Ocorrência contra o Padre Dennis Koltz, na tentativa de inverter a origem da violência.Em nota de solidariedade aos companheiros do Amapá a CPT contextualiza, "O Estado do Amapá sofre por décadas com a invasão do latifúndio e mais recentemente com o monocultivo da soja, que têm como principais mecanismos o desmatamento e a grilagem de terras públicas, estas ocupadas pelas populações locais."No vídeo, o depoimento do Padre Dennis e do Bispo do Amapá, Dom Pedro José Conti sobre o caso.

Posted by Mídia Ninja on Friday, February 28, 2020

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Bruno Ramos

Um ano do massacre de Paraisópolis

NINJA

Para Ver a Luz do Sol. 40 anos de reexistência cosmopolítica no Bixiga

Jorgetânia Ferreira

São Paulo merece Erundina

Bancada Feminista do PSOL

Do #EleNão ao Boulos e Erundina sim!

Fabio Py

Dez motivos para não votar no Crivella: às urnas de luvas!

História Oral

O Mitomaníaco e os efeitos eleitorais da Pós-Falsidade

Márcio Santilli

Bolsonaro-Frankenstein: cara de pau, coração de pedra e cabeça-de-bagre

Cleidiana Ramos

O furacão de tristezas que chegou neste 20 de novembro insiste em ficar

Tatiana Barros

Como nasce um hub de inovação que empodera pessoas negras

História Oral

Quando tudo for privatizado, o povo será privado de tudo e o Amapá é prova disso

Colunista NINJA

LGBTI+ de direita: precisamos de representatividade acrítica?

Juan Manuel P. Domínguez

São Paulo poderia ser uma Stalingrado eleitoral

Colunista NINJA

A histórica eleição de uma bancada negra em Porto Alegre

Bancada Feminista do PSOL

Três motivos para votar na Bancada Feminista do PSOL

Carina Vitral da Bancada Feminista

Trump derrotado nos Estados Unidos, agora é derrotar o bolsonarismo na eleição de domingo no Brasil