Pesquisa aponta riscos de ondas de calor, inundações e elevação do mar, com crianças e idosos em maior vulnerabilidade

Foto: Patrick Marinho

Por Isabella Rodrigues

Uma análise realizada pela WayCarbon, em parceria com a Redes da Maré, alerta para os riscos e vulnerabilidades climáticas que o maior complexo de favelas do Rio de Janeiro, a Maré, enfrentará até 2050. O levantamento identifica ondas de calor, inundações fluviais e aumento do nível do mar como ameaças climáticas graves que impactarão a população local.

A pesquisa destaca que a intensificação do calor na região está relacionada à falta de áreas verdes e à intensa atividade humana. A densidade populacional, associada à escassez de acesso à renda e serviços públicos, torna crianças e idosos os grupos mais vulneráveis. Cerca de 140 mil pessoas vivem no complexo, representando uma população onde crianças e idosos compõem 12%, enfrentando riscos como exaustão, insolação, problemas respiratórios e cardiovasculares, além de impactos na saúde mental.

A iniciativa ressalta que os grupos mais afetados pelas mudanças climáticas têm uma parcela mínima na origem dos problemas ambientais. Assim, busca contribuir com a busca por justiça climática a partir do território da Maré, considerando que os indivíduos mais afetados são aqueles já vulneráveis a desigualdades sociais.

O estudo tem como objetivo não apenas identificar os perigos enfrentados pela população da Maré, mas também recomendar ações de adaptação e fortalecer a capacidade de mobilização e obtenção de recursos para intervenções efetivas no território. Entre as sugestões estão a implantação de teto verde para minimizar os efeitos das ondas de calor e a restauração de manguezais para lidar com o aumento do nível do mar. O alerta é claro: é preciso agir agora para proteger as favelas da Maré diante das ameaças climáticas que se intensificarão nas próximas décadas.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

FODA

Qual a relação entre a expressão de gênero e a violência no Carnaval?

Márcio Santilli

Guerras e polarização política bloqueiam avanços na conferência do clima

Colunista NINJA

Vitória de Milei: é preciso compor uma nova canção

Márcio Santilli

Ponto de não retorno

Márcio Santilli

‘Caminho do meio’ para a demarcação de Terras Indígenas

Jade Beatriz

CONAE: Um Marco na Revogação do Novo Ensino Médio

Ediane Maria

O racismo também te dá gatilho?

Bancada Feminista do PSOL

Transição energética justa ou colapso socioambiental: o momento de decidir qual rumo seguir é agora

XEPA

Escutar os saberes ancestrais para evitar a queda do céu, o sumiço do chão e o veneno no prato

Instituto Fome Zero

MST: 40 anos de conquistas e de ideias que alimentam a esperança de um mundo sem Fome

André Menezes

Eu preciso falar sobre o desfile da Portela

William Filho

Minha dica ao novo secretário de Justiça

André Menezes

Tá no sangue: um papo sobre samba com os irmãos Magnu Sousá e Maurílio de Oliveira

Márcio Santilli

Bancada da Bala vai às urnas com todas as armas

William Filho

Multar usuários é legalizar a propina