Em meio à crise sanitária, social e econômica, a bancada anti-povo do Congresso Nacional aprova a MP 905 proposta pelo o governo Bolsonaro.

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 322 votos a 153, uma emenda do relator da Medida Provisória 905/19, deputado Christino Aureo (PP-RJ).

Conhecida como “MP da Carteira Verde e Amarela”, representa mais um golpe na CLT. O projeto tira direitos dos trabalhadores, diminui a multa de FGTS, diminui a contribuição ao INSS, autoriza o trabalho aos domingos, não considera o acidente de trabalho no percurso, precariza trabalho dos jovens, autoriza trabalho aos domingos e feriados, entre outras maldades.

Agora a medida vai para o Senado e se não for aprovada até o dia 20 caduca e não entra em vigor. A articulação e mobilização para impedir esse retrocesso segue em meio aos deputados da oposição, confira alguns posicionamentos:

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

William Filho

Maconha no Brasil: o que esperar de 2021?

Djeff Amadeus

Cabe desobediência civil para impedir o Enem no Domingo

Camarada Gringo

Com a invasão do Capitólio, o imperialismo chega em casa

Gabriel RG

Assange está mais longe da extradição, mas o jornalismo segue perto do fim

Dríade Aguiar

Feliz ano novo com velhos problemas (para as mulheres)

Márcio Santilli

A resistência dura e vitoriosa dos Ashaninka do Rio Amônia

Márcio Santilli

O resgate da esperança

NINJA

La Veneno - a representação e as memórias visuais de Cristina Ortiz em série da HBO

História Oral

A Fome é um projeto, a campanha Natal Sem Fome confirma isso

História Oral

A vacinação precisa ser politizada SIM!

Jorgetânia Ferreira

Manifesto das mães contra a volta às aulas presenciais em Uberlândia

Bancada Feminista do PSOL

Por que o MBL tem medo dos mandatos coletivos?

Ivana Bentes

Vovô viu a Vulva! Por que uma vagina ainda é capaz de causar tanto escândalo?

Bernardo Gonzales

Um minuto de silêncio para tanto silenciamento: trajetórias esportivas transmasculinas