Em meio à crise sanitária, social e econômica, a bancada anti-povo do Congresso Nacional aprova a MP 905 proposta pelo o governo Bolsonaro.

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 322 votos a 153, uma emenda do relator da Medida Provisória 905/19, deputado Christino Aureo (PP-RJ).

Conhecida como “MP da Carteira Verde e Amarela”, representa mais um golpe na CLT. O projeto tira direitos dos trabalhadores, diminui a multa de FGTS, diminui a contribuição ao INSS, autoriza o trabalho aos domingos, não considera o acidente de trabalho no percurso, precariza trabalho dos jovens, autoriza trabalho aos domingos e feriados, entre outras maldades.

Agora a medida vai para o Senado e se não for aprovada até o dia 20 caduca e não entra em vigor. A articulação e mobilização para impedir esse retrocesso segue em meio aos deputados da oposição, confira alguns posicionamentos:

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Colunista NINJA

Lutar com firmeza e responsabilidade

Boaventura de Sousa Santos

A difícil construção do contemporâneo e do complementar

Gabriel RG

A cruzada do fundamentalismo capitalista contra a ciência

Ana Claudino

Seu silêncio não vai proteger você

Amara Moira

Manifestações em tempos de pandemia

Carina Vitral

Combater o fascismo é uma emergência

SOM.VC

CALL CENTER - Encontros Webnaries Performance and Música

Randolfe Rodrigues

Liberdade de imprensa é valor inalienável da sociedade civil

Dríade Aguiar

O que deveríamos estar fazendo no "Blackout Tuesday"

Fred Maia

Quando a montanha pariu um monstro

transpoetas

Demétrio Campos, presente!

André Barros

Viva Marielle! Fora Bolsonaro!

Movimento dos Pequenos Agricultores

Se não plantar agora, a fome virá em seguida

Tulio Ribeiro

Vingança! Viva o Rei Messias!

Luiz Henrique Eloy

Terras indígenas na pauta do Supremo: Teoria do indigenato versus marco temporal