A máquina de ódio não vai nos parar

A máquina de ódio não vai nos parar

Por Jandira Feghali A cada sessão na CPMI dos Atos Golpistas, a oposição repete o mesmo modus operandi. O desespero causado pela falta de argumentos (já que os fatos revelados nos últimos meses sepultam as “narrativas” delirantes do bolsonarismo) não lhes deixa muita...
Elucidar o crime é cicatrizar um pedacinho da ferida em nosso peito

Elucidar o crime é cicatrizar um pedacinho da ferida em nosso peito

Nós nos organizávamos, planejávamos os próximos passos e esboçávamos metas para salvar vidas. Eles arquitetavam a abrupta subtração da nossa inspiração, da nossa porta-voz, daquela que nos representava. As revelações do delator trouxeram a esperança de sabermos quem...
O que pode uma Boneca?

O que pode uma Boneca?

Barbie Rosa Choque entra nas guerras culturais do capitalismo “desperto” e pode ser feminista, fascista e consumista dependendo do que projetarmos nela O mundo do consumo e o capitalismo “desperto” têm sido obrigados a lidar com as pautas contemporâneas como formas de...
Qual a Barbie da vida real?

Qual a Barbie da vida real?

Por Manuella Mirella, presidenta da União Nacional dos Estudantes A Barbie não é só uma boneca ou um filme, é um sentimento. Não é de hoje que a boneca é criticada por estabelecer padrões de beleza irreais, impostos durante gerações na sociedade fazendo com que nossas...
Invisíveis, as mulheres da costura sustentam a indústria da moda

Invisíveis, as mulheres da costura sustentam a indústria da moda

Por Eloisa Artuso* A força de trabalho da cadeia têxtil e de confecção é composta majoritariamente por mulheres. No Brasil elas somam 60% de 1,34 milhão de empregos formais e 8 milhões considerando os indiretos e efeito renda. De forma geral, a participação das...
Filhos da Mãe: onde estão os órfãos do feminicídio no Brasil?

Filhos da Mãe: onde estão os órfãos do feminicídio no Brasil?

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicado no final de 2022, mostra que, no ano de 2021, 1.341 mulheres foram vítimas de feminicídio no Brasil, sendo que a grande maioria das vítimas, 68,7%, estavam em seu momento mais produtivo, entre 18 e 44 anos, no auge...
Tem Orgulho na Quebrada!

Tem Orgulho na Quebrada!

Nasci em um lar evangélico e fui uma adolescente cristã do sertão de Pernambuco. Migrei para São Paulo para trabalhar, primeiro como babá e, depois, como empregada doméstica. Além dessa travessia do Nordeste para o Sudeste, ousei fazer várias travessias internas. Já...