Boaventura de Sousa Santos

Evo Morales: a história o absolverá

Os acontecimentos dramáticos ocorridos na Bolívia seguiram um guião imperial que os latino-americanos começam a conhecer bem: preparar a mudança de regime de um governo considerado hostil aos interesses dos Estados Unidos (ou melhor das multinacionais norte-americanas).

Boaventura Sousa Santos: E agora, Brasil?

As palavras que mais ocorrem são estupefacção e perplexidade. O governo brasileiro caiu no abismo do absurdo, na banalização total do insulto e da agressão, no atropelo primário às regras mínimas de convivência democrática.

Boaventura de Sousa Santos: A inauguração do passado

Os começos do ano são propícios a augúrios de tempo novo, tanto no plano individual como no colectivo. De tempos a tempos, esses augúrios traduzem-se em atos concretos de transformação social que rompem de modo dramático com o status quo.

Boaventura de Sousa Santos: As Democracias também morrem democraticamente

Habituamo-nos a pensar que os regimes políticos se dividem em dois grandes tipos: democracia e ditadura. Por Boaventura de Sousa Santos Depois da queda do Muro de Berlim em 1989, a democracia (liberal) passou a ser quase consensualmente considerada como o único regime político legítimo. Pese embora a diversidade interna de cada um, são dois […]