Coletivo Artístico Poético Nacional de Transvestigêneres.

Caros leitores…

Faz um tempo desde que postei a minha última coluna aqui, e lhes peço as mais sinceras desculpas pelo afastamento, mas a vida da poeta-preta-trans-periférica não é muito fácil, e agora com toda essa loucura ficou ainda mais difícil.

Bom, mas de qualquer modo, hoje não estou aqui para falar sobre mim, mas sim sobre outro assunto. Ao decorrer desse ano tive muitas conexões e recentemente me juntei ao coletivo Transpoetas, um coletivo de poetas e escritores trans que falam de suas experiências enquanto pessoas trans dentro dos espaços da sociedade e de seus atravessamentos, através da escrita. Em uma troca de ideias acabei me deparando com o fato de que muitos de meus colegas sentiam a necessidade de um espaço para escrever, para além da poesia, de escreverem também textos ou colunas a partir de suas perspectivas, e eis que surgiu uma ideia entre eles de termos uma coluna que falasse sobre nossos atravessamentos em geral e olhando assim para os vários âmbitos da transgeneridade, indo dos binários aos não-binários, trazendo assim diversas pautas. Porém começamos a pensar qual seria esse espaço, e eu rapidamente só consegui pensar na Mídia Ninja, por conta de toda abertura e liberdade que nos dão de criar e falar sobre qualquer assunto, e que era um espaço ideal para um coletivo trans trazer essas pautas extremamente importantes.

Logo assim não só eu estaria aqui ocupando este espaço tão importante que é a Mídia Ninja, mas também todo o coletivo. Então corri pra falar com a galera da Mídia Ninja e pra dar a ideia e ver o que eles achavam, e adivinhem… Eles como sempre muito maravilhosos que são, toparam a ideia de cara. Portanto venho hoje com o intuito de avisar que agora teremos a coluna Transpoetas, que será uma coluna de diversos escritores trans trazendo debates sobre diversos assuntos através de suas perspectivas.

Mas bom, aos meus fiéis leitores que sentiram falta de minhas colunas e agora se perguntam: “Será que nós iremos ter mais colunas da Valentine?”. A resposta que digo a vocês é que SIM, eu continuarei sendo uma colunista Mídia Ninja, e já lhes adianto que haverá uma continuação da nossa ultima coluna, a parte 2, que sei que deixei vocês esperando tanto. Mais uma vez meus amores, eu lhes peço mil desculpas pela demora, mas a boa filha à casa torna e traz seus companheiros juntos com ela. Mil beijos, não se esqueçam de ficar em casa, se cuidarem e usarem suas mascaras, afinal o coronavírus não é brincadeira e devemos tomar todo o cuidado possível. Até logo e vejo vocês em breve! E desejem boas vindas aos Transpoetas!

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Boaventura de Sousa Santos

A difícil construção do contemporâneo e do complementar

Gabriel RG

A cruzada do fundamentalismo capitalista contra a ciência

Ana Claudino

Seu silêncio não vai proteger você

Amara Moira

Manifestações em tempos de pandemia

Marielle Ramires

Democracia com luta, ou não haverá

Carina Vitral

Combater o fascismo é uma emergência

SOM.VC

CALL CENTER - Encontros Webnaries Performance and Música

Randolfe Rodrigues

Liberdade de imprensa é valor inalienável da sociedade civil

Dríade Aguiar

O que deveríamos estar fazendo no "Blackout Tuesday"

Fred Maia

Quando a montanha pariu um monstro

transpoetas

Demétrio Campos, presente!

André Barros

Viva Marielle! Fora Bolsonaro!

Movimento dos Pequenos Agricultores

Se não plantar agora, a fome virá em seguida

Tulio Ribeiro

Vingança! Viva o Rei Messias!

Luiz Henrique Eloy

Terras indígenas na pauta do Supremo: Teoria do indigenato versus marco temporal