Foto: José Cruz/Agência Brasil

Diversas organizações do movimento negro participam de agendas em Brasília, entre os dias 11 e 12 de Junho, com o objetivo de apresentar para deputados e senadores os malefícios do pacote de segurança pública de Sérgio Moro e os projetos de flexibilização o porte e a posse de armas. Para os ativistas, ambas propostas significaram um aumento no índice de violência contra jovens negros.

Em março, o grupo esteve com o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia com a mesma pauta de reivindicações e em maio, na Jamaica em audiência oficial da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos, onde formalizou e protocolou denúncia de violação de direitos humanos do pacote anticrime.

Organizações do movimento negro que estarão presentes:

Angaju – Afro Gabinete de Articulação Institucional e Jurídica
Agentes de Pastoral Negros do Brasil – APNs
Alma Preta
Associação de amigos e familiares de presos/as – Amparar
Centro de Estudo e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA
Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades – CEERT
CLB – Coletivo Luiza Bairros
Coletivo de Juventude Negra Cara Preta
Coletivo Negro Afromack
Coletivo Sapato Preto Lésbicas Amazonidas
Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas – Conaq
Criola
Educafro Brasil
Evangélicos Pelo Estado de Direito
Frente de Mulheres Negras do DF e Entorno.
Frente Favela Brasil
Frente Nacional Makota Valdina
Gabinete Assessoria Jurídica Organizações Populares- Gajop
Geledés – Instituto da Mulher Negra
Iniciativa Negra por Uma Nova Política Sobre Drogas
Instituto de Desenvolvimento de Ações Sociais – IDEAS
Instituto Marielle Franco
Instituto Negra do Ceará – Inegra
Irohin – Centro de Documentação, Comunicação e Memória Afro-brasileira
Liga das Mulheres do Funk
Mães da Bahia
Mahin Organização de Mulheres Negras
Mandata Quilombo da Deputada Estadual Erica Malunguinho – SP
Marcha das Mulheres Negras de SP
MNU – Movimento Negro Unificado
Movimento de Mães do Sócio-Educativo
Movimento Nacional de Pescadoras e Pescadores
Mulheres Negras do DF
Nova Frente Negra Brasileira
Núcleo de Consciência Negra da USP
Okan Dimó – Coletivo de Matriz Africana
Pretas em Movimento
Programa Direito e Relações Raciais – PDRR-UFBA
Protagonismo Negro da UFSM
PVNC – Movimento Pré-Vestibular para Negros e Carentes
Rede Afirmação
Rede de Mulheres Negras PE
Rede de Proteção e Resistência ao Genocídio
Rede Fulanas NAB
Renafro
Uneafro Brasil
Unegro

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Roger Cipó

Carta a Raull Santiago

Renata Souza

A festa é nossa, o corpo é meu!

Boaventura de Sousa Santos

O desenvelhecimento do mundo

Preta Rara

Ministro Paulo Guedes, fui empregada doméstica e preciso te dizer uma coisa

Roger Cipó

A racialização do homem branco que se faz de régua e regra

Jonas Maria

Trans nos esportes: o projeto, a incoerência e a transfobia

André Barros

Politizar é carnavalizar

Ana Claudino

Feminismo, Big Brother, bolhas e classes sociais

Ana Júlia

Continuaremos a apoiar meninas e mulheres na ciência?

Daniel Zen

Acessibilidade e portabilidade à prova da ignorância

Victoria Henrique

Trabalhadores do RJ que vendem água mineral na rua para você, sequer têm água mineral em casa para beber

Jorgetânia Ferreira

Somos todas domésticas?

Tatiana Barros

Madá, o ciberespaço e a história da internet

Daniel Zen

Um Posto Ypiranga sem combustível

Randolfe Rodrigues

A demagogia governamental contra o Bolsa Família