opinião

Sob o signo da guerra

São os senhores da guerra que estão dando as cartas nesse início de 2024. Eles estão se impondo, dentro e fora dos campos de batalha, drenando trilhões de dólares para a indústria bélica e a amplificação dos conflitos.

Mito da democracia inabalada

A democracia brasileira enfrenta uma profunda crise e continua agonizando. A derrota dos golpistas não representou, definitivamente, a redenção do nosso sistema político.

Mais 365 dias para ser antirracista

Atentos e fortes. Ao longo dos anos, a pauta racial vem avançando de forma consistente na sociedade, e é lindo ver as novas gerações se engajando tanto nessa luta. Um recado está sendo dado: não vamos retroceder. Mas como diz a bela canção “Divino Maravilhoso”, de Gilberto Gil e Caetano Veloso, é preciso estar atento e forte.

Tá Nada Mole a Vida: primeiro EP do sambista Alison Martins

Na entrevista, ele fala sobre os desafios de produzir samba de forma independente, a importância de debater junto ao público pautas sensíveis como a legalização da maconha, homoafetividade, feminismo, além de destacar o engajamento político de boa parte da chamada nova geração do samba.

A Cultura voltou!

É fato que a cultura voltou, mas é fato também que precisamos mudar uma cultura jurídica para o fomento à cultura apegada, ainda, a formalismos que não se coadunam com a efetividade dos direitos culturais

Imaginar futuros é um ato revolucionário

O papel do designer, enquanto indivíduo que projeta cenários desejáveis, é tornar a prática da imaginação de futuros mais acessível e diversa. Mesmo que ainda não seja totalmente acessível, é crucial que seja mais inclusiva

Males do privatismo

Apagões, descarrilamentos, opinião pública crítica, greves e derrota eleitoral na cidade que será mais afetada pelas privatizações não mudam a visão do governador, que prefere acionar dispositivos autoritários para lidar com o debate

O elefante do clima nos cristais de Dubai

A Conferência do Clima de Dubai já tornou-se escandalosamente a COP DO PETRÓLEO e do fracasso climático dos líderes mundiais. Lá é proibido protestar, mas é liberado fazer acordos para vender petróleo, maior causador da explosão das temperaturas globais. A COP DO...

CLIMAX uma provocação tentadora

O cultural como essência da vida individual e coletiva, o nosso sentido de ser, a nossa origem, a nossa história, o nosso sentido de pertença, os nossos valores serão, sem dúvida, o ponto de partida e também o ponto de chegada das reflexões CLIMAX.

Tá calor? Agradeça aos ricos

O mundo precisa de uma transformação igualitária e urgente. Só uma redução radical da desigualdade, com uma ação climática transformadora e uma mudança fundamental nos objetivos econômicos como sociedade podem salvar o planeta e, ao mesmo tempo, garantir uma sociedade mais justa e solidária.

As Redes Sociais e sua responsabilidade na violência extrema

*Por Humberto Ribeiro Se você tem o mínimo de contato com redes sociais atualmente você deve conhecer episódios de racismo, lgbtfobia, machismo e diversas outras demonstrações de intolerância nesses espaços. Nos meses de março e abril de 2023, o Brasil foi sacudido...