Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

No último domingo (30), o Palmeiras recebeu o Flamengo no Canindé, pela 11 rodada do brasileirão e venceu a partida por 3×1.

O alviverde dominou a primeira etapa da partida, mas teve dois gols anulados pela arbitragem.

No entanto, Bia Zaneratto estava em mais uma noite inspirada, e abriu o placar aos 20 minutos, com um gol de pênalti.

No segundo tempo, a atacante da seleção brasileira fez seu segundo gol aos 17 minutos.

As Meninas da Gávea diminuíram o placar aos 35 minutos, com gol de Cida.

No entanto, Bia Zaneratto fez seu terceiro aos 45, garantindo mais 3 pontos e a vice liderança do campeonato.

O Flamengo segue em 10 colocado. Na próxima rodada, o Flamengo joga contra o Cruzeiro na quarta-feira (2), e as palestrinas encaram o Internacional na quinta-feira (3).

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Márcio Santilli

Bancada da devastação

Marielle Ramires

Temos a responsabilidade de eleger a Bancada do Cocar

Observatório das Eleições 2022

#TragoVerdades: Aras também é o procurador-geral eleitoral

Andressa Pellanda

Da receita estragada de Bolsonaro ao banquete saboroso da educação libertadora

Observatório das Eleições 2022

Por que o problema da desinformação persiste, quatro anos depois da eleição de Bolsonaro

Bernardo Gonzales

“Vai filhão!”

Tatiana Barros

Maior prêmio de diversidade e inclusão empresarial do Brasil abre inscrições

Kelly Batista

Da ausência paterna ao vício em redes sociais; conheça Stromae, o artista que faz críticas sociais em suas letras e traz influência do funk carioca em seu novo álbum

Márcio Santilli

As presidenciáveis

Juan Espinoza

Defesa dos direitos das mulheres na comunidade pan-amazônica

Observatório das Eleições 2022

Financiamento público para mulheres e negros nas eleições 2022

Tatiana Barros

Projeto ‘Brasil com S’ promete levar cultura brasileira ao metaverso

Observatório das Eleições 2022

A eleição presidencial de 2022 vista pela clivagem regional: continuidade ou mudança?

Rede Justiça Criminal

Você sente segurança com mais prisões e polícia?

Campanha em Defesa do Cerrado

Júri do Tribunal Permanente dos Povos condena estados e empresas por genocídio de povos do Cerrado