Foto: Reprodução / Fifa World Cup

Por Fernando Cavalheiro e Lívia Abreu

Completando os jogos do grupo H, Portugal e Gana estrearam na Copa do Mundo do Qatar nesta quinta-feira (24), às 13h (Brasília), no Estádio 974, em Doha. Contando com erros de Gana, Portugal vence por 3 a 2 em jogo que Cristiano Ronaldo quebra recorde em Copas do Mundo.

Tentando repetir a boa campanha de 2010, as Estrelas Negras começaram o jogo executando uma marcação baixa, com duas linhas defensivas guarnecendo a entrada da área.

A partida começou morna, com erros de ambas as equipes. A primeira chance clara foi de Portugal e veio aos 10 minutos, quando Bruno Fernandes recebeu e tocou para o Cristiano Ronaldo, que mesmo ficando cara a cara com o goleiro, não dominou bem e o goleiro defendeu. Na sequência, Bernardo Silva cruzou, mas a defesa de Gana mandou pra escanteio, e após a cobrança, Cristiano Ronaldo subiu alto e tocou de cabeça, mas mandou a bola para a linha de fundo.

Aos 27 minutos, Portugal teve mais uma oportunidade, com João Félix que finalizou mal na entrada da área. Em seguida, Cristiano Ronaldo marcou, no entanto, a arbitragem já havia assinalado falta atacante no jogador de Gana. Em resumo, foi um primeiro tempo sem movimentação e de muita passividade das equipes, com saídas lentas dos dois lados.

Nas raras chances de escapar no contra golpe, Ayew era o único homem de Gana a ser lançado em profundidade. Tendo a bola, Portugal tentava girar para encontrar espaços e acionar Cristiano Ronaldo, espetado entre os defensores africanos. Contudo, a lentidão dos passes lusitanos e a falta de criatividade dos jogadores de frente deixaram o 1º tempo abaixo das expectativas.

No segundo tempo, porém, Gana (bem ou mal) ditou o ritmo do jogo. A segunda etapa entregou a emoção que a primeira não teve. O time africano tirou o ônibus estacionado em sua área para subir a marcação e sair nos contra ataques em bloco. Assim, os ganeses até levaram perigo em lances de Kudus, no entanto, numa das subidas ao ataque, a defesa ganesa deu espaço para Raphael Guerreiro achar Cristiano Ronaldo livre.

As duas equipes estavam com uma postura diferente, e aos 54 minutos, Kudos finalizou de canhota e apesar da bola passar na meta do goleiro Luso, teve a melhor chance de Gana na partida. O primeiro gol, de cinco da partida, veio aos 65 minutos, João Félix tocou para Cristiano Ronaldo, O camisa 7 sofreu a marcação de Salisu Karim e o juiz assinalou um pênalti bem discutível. O Robozão estufou as redes e se tornou o único jogador da história a marcar gols em 5 Copas diferentes.

Atrás no placar, porém com mais ímpeto, Gana não demorou muito para empatar. Kudus fez ótima jogada pela linha de fundo na esquerda e cruzou para André Ayew afundar o goleiro Diogo Costa. 1 a 1. As estrelas Vermelhas continuaram no ímpeto ofensivo, mas repetindo erros defensivos graves.

Foi assim que após uma bola roubada no meio campo, João Félix foi lançado entre os zagueiros de Gana e tocou na saída do goleiro L. Ati-Zigi. 2 a 1, e pouco minutos depois, após outra vacilada no meio campo ganês, Ronaldo avançou com a bola e rolou para Rafael Leão bater cruzado. 3 a 1. Aos 89 min, osman Buraki fez o 2º gol de Gana, mantendo viva a esperança do empate, ainda mais pelos quase 10 minutos de acréscimo. As seleções passaram a travar trocação franca, com ambos os times chegando no ataque com boas chances. Apesar disso, o placar não se alterou. 3 a 2 para Portugal.

Aos 73 minutos, Kudus, destaque de Gana, cruzou para André Ayew que mandou para o fundo das redes e deixou tudo igual. O jogo estava aberto, e aos 78 minutos veio a virada de Portugal, Bruno Fernandes tocou para João Félix marcar o segundo dos lusos. E após uma saída errada de Gana, Rafael leão recebeu de Cristiano Ronaldo, que fez o terceiro de Portugal. A partida já estava terminando, mesmo assim continuou eletrizante, e aos 89 minutos, Osman Bukari marcou o segundo, e último gol da partida.

Na sequência, os lusitanos enfrentam o Uruguai, na próxima segunda, (28/11). Antes, às 10h, ganeses duelam contra a Coreia da Sul. Ambos no horário de Brasília.

Confira a cobertura completa no fio abaixo:

Texto produzido em cobertura colaborativa da NINJA Esporte Clube