Foto: Thais Marinho / Mídia NINJA

Por Ana Carolina Rodrigues / Mídia NINJA

Manifestantes fecharam cruzamento da Av. Marcelino Pinto Teixeira, em Frente a Delegacia de Polícia Civil em Embu das Artes, protestando contra a prisão truculenta de um dos participantes do Movimento Luta e Resistência em Pró Moradia, por volta das 13h da tarde dessa quarta-feira (11).

O delegado da Polícia Civil Flavio Luiz elegou que o membro do movimento foi preso em uma batida de rotina da polícia e foi levado por porte de entorpecentes.

Os manifestantes negam a versão da polícia e dizem que os policiais já chegaram atirando e levaram o homem a força, eles fecharam as vias protestando, afim de saber onde ele está e o porque de terem o levado.

A polícia tentou dispersar chamando os manifestantes para as margens da rodovia, durante a negociação policiais começaram a jogar bombas de efeito moral e atacaram os manifestantes com balas de borracha, cassetetes e spray de pimenta.

Mulheres, crianças e homens foram atacados. Uma mulher grávida foi atingida por cassetetes e desmaiou, ela foi levada pela polícia. As crianças entraram em pânico e choravam assustadas com o tumulto e sofrendo os efeitos do gás.

Foto: Thais Marinho / Mídia NINJA

Foto: Thais Marinho / Mídia NINJA

Foto: Thais Marinho / Mídia NINJA

Foto: Thais Marinho / Mídia NINJA

Foto: Thais Marinho / Mídia NINJA

Foto: Thais Marinho / Mídia NINJA

Foto: Thais Marinho / Mídia NINJA