Foto: Midia NINJA

Está aberta a chamada para apoio a iniciativas de comunicação sobre justiça reprodutiva e democracia, lançada pela campanha Nem Presa Nem Morta, sob o selo Futuro do Cuidado. O edital visa apoiar iniciativas diversas no campo da comunicação que atuem para informar e impulsionar narrativas inovadoras sobre justiça reprodutiva e seu vínculo com a democracia, tendo em vista o processo eleitoral.

O prazo de inscrição ficará aberto até o próximo dia 20 de fevereiro.

“Queremos multiplicar e diversificar vozes, ampliando o alcance de nossas lutas”, diz o anúncio do projeto.

O projeto poderá financiar propostas entre R$ 10mil e R$ 30mil que podem ser de reportagens, audiovisual, campanha de redes sociais, artivismo e outros formatos inovadores. “A gente sabe que o tema é amplo, nesse guarda-chuva pode entrar muita coisa: vale falar sobre contracepção e garantia de direitos, aborto legal ou clandestino, ofensiva anti-gênero nas eleições e fundamentalismos, entre tantos outros”.

As propostas selecionadas serão acompanhadas por mentoras, realizadas em encontros virtuais com cada uma das selecionadas, e terão como propósito a troca de experiências políticas e de ativismo. Acreditamos que, para além da oportunidade de abrirmos novos espaços formas de falar sobre Justiça Reprodutiva, esta é uma oportunidade de estabelecer trocas estratégicas sobre a temática entre diferentes formas de comunicação e por canais inusitados”, informa o edital.

O Futuro do Cuidado é uma iniciativa colaborativa, realizada por Grupo Curumim, Anis – Instituto de Bioética, Portal Catarinas, Rede Feminista de Saúde e Coletivo Margarida Alves, com parceria entre Revista AzMina, ELLA e Mídia NINJA.

Qualquer dúvida poderá ser orientada pelo e-mail [email protected]

Clique aqui para acessar o edital completo.