Grupo de escritores e artistas da capital federal criou há um ano movimento cujo mensagem principal é “poesia rima com democracia”

157_4032x3024_905294772_900x675

.

“Poetas contra o golpe – Poesia rima com democracia”. A faixa chamava a atenção na manifestação de ontem, 28, na Esplanada dos Ministérios. Tendo o Congresso Nacional como pano de fundo, o grupo se revezou no local durante boa parte do dia com a intenção de mostrar a articulação de ficcionistas e poetas brasilienses contra o Golpe e as políticas de “desmonte de direitos do Governo Temer & Cia”.

Criado há mais de um ano, o grupo, que conta com a participação de diversos autores de Brasília, se reúne semanalmente para tratar de política e poesia. E também arquitetar suas participações nas manifestações políticas ao longo do período. O grupo público Poetas contra o Golpe, no Facebook, tem 174 membros e serve para desaguar poemas e memes. O grupo conta com poetas não só de Brasília, mas de diversas partes do País. Entre eles, estão alguns bem ativos no Planalto Central, como Noélia Ribeiro, Alexandre Pilati, Marina Mara, Luis Turiba e TT Catalão.

Abertura dos trabalhos em abril de 2016 no bar Raízes, na Asa Norte
Abertura dos trabalhos em abril de 2016 no bar Raízes, na Asa Norte
Confira abaixo algumas poesias contra o golpe feitas pelo grupo:

Bêbados instantes

O escárnio dos impérios A hipocrisia dos ingênuosComo bêbados HierofantesAcreditam em tudo
Que é mentira
Não se incomodando
Com a verdade
Como uma fratura exposta
Onde a ponta
Aguda do osso
Lhe arranham a face
Eles ignoram
Eles não se incomodam
Com absurdo
As mentiras se vestem
Com organsa
Não são pudicas
Não se importam
Com o que
O corpo aflora!

(Luiz Felipe Vitelli)

O Congresso Nacional está cheio de Vermes

São Tribunos VermaisVermes: Deputados VermaisVermais Vermais VermaisVermais Vermais Vermais
Vermais Vermais Vermais
Vermais Vermais Vermais
Vermais Vermais Vermais
Vermais Vermais Vermais

(Jorge Antunes)

“se vc não parar eles não escutam

se vc não se mexer eles não param

se vc não avançar eles não recuam

se vc deixar eles pisam

se vc se calar eles trituram

se vc temer eles cortam

entregam trapaceiam

eliminam e mais sujam

sexta feira parou geral”

(TT Catalão)

a ressurreição

a passagem não deixar

q o golpe da interrupção

impeça o caminho ou

cancele a viagem

(TT Catalão)

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Observatório das Eleições 2022

Eleições 2022: candidatura feminina é igual em qualquer lugar?

Estudantes NINJA

Paulo Freire e o encontro com bell hooks: Um diálogo transformador de celebração do amor e da liberdade crítica

Tatiana Barros

Artistas digitais criam NFTs criticando atos antidemocráticos

Márcio Santilli

Amazônia sem lei

Márcio Santilli

Ato bolsonarista no 7 de setembro é comício

Andressa Pellanda

Manual para votar em candidaturas que defendem (de verdade) a educação

Observatório das Eleições 2022

Titular e pacificar em nome do desenvolvimento: Bolsonaro e conflitos no campo

Observatório das Eleições 2022

Por que o Auxílio Brasil turbinado não ajudou Bolsonaro entre os mais pobres?

Renata Frade

Lançamentos em Tecnologia por incríveis autoras brasileiras

Márcio Santilli

Estertores do bolsonarismo

Observatório das Eleições 2022

Gamers: um público em disputa pelas principais campanhas à Presidência em 2022

Bancada Feminista do PSOL

As 5 principais ideias da Bancada Feminista

Juca Ferreira

As cores do Brasil

Renata Souza

O crescimento do PSOL é negro, feminista e popular

Observatório das Eleições 2022

Bolsonaro: o presidente-candidato ou o candidato-presidente?